A imensa maioria dos jogos atuais não contam com multiplayer local na mesma tela. Salvo os jogos de futebol, o cenário explora, quase em sua totalidade, as experiências single-player ou multijogador online.

Buscando preencher essa lacuna, ao mesmo tempo em que oferece uma aventura colorida e carregada de desafios, muito ao estilo dos jogos clássicos, Super Dungeon Bros chegou ao PlayStation 4 oferecendo esta proposta. Entretanto, o título cai em sua própria armadilha. Pois convenhamos: reunir os amigos em único local hoje em dia é bem complicado. Mesmo que o jogo conte com recursos online, ele não é suficiente.

4 - Selo de Bronze

Let’s Rock…ou quase

Ao iniciar, o jogo explica que um grupo de amigos roqueiros devem percorrer um reino fantasioso, enfretando dungeons desafiadoras na tentativa de encontrarem tesouros e relíquias valiosas. Neste meio tempo, será necessário enfrentar hordas de inimigos em ambientes criados de forma procedural.

No começo, você até acredita que a trilha sonora será destaque e carregada de rock and roll. Essa sensação se vai depressa. O gênero musical é pouco explorado no título da Wired Productions, deixando uma impressão bem estranha.

No game, é possível optar entre quatro heróis diferentes. As nuances visuais entre eles ficam restritas somente as cores. Todos são praticamente iguais, alterando entre vermelho, azul, verde e amarelo.

Mas, é possível optar entre estilos distintos. Um mais focado em combates mais próximos, outros a distância. E conforme progresso, outros apetrechos de personalizacao são liberados. Os comandos são muito simplistas e fazem jus aos brawlers – andar, esquivar, atacar, usar um ataque especial.

O objetivo é começar uma masmorra, desviar de perigosas armadilhas, enfrentar inúmeros inimigos e, ao final, enfrentar um chefão. Uma premissa fácil, mas não é na verdade. Os inimigos pipocam de todos os lados possíveis, as vidas são limitadas e o próprio level design contribuiu para o insucesso em muitos casos.

E perigoso ir sozinho. Aqui, pegue isto…

Jogando sozinho, é praticamente impossível chegar ao final de uma dungeon. A quantidade de adversários é absurda em alguns casos. Além disso, no single-player, não há como ser ressucitado, tornando o desafio bastante elevado.

super-dungeon-bros_1

Dessa forma, a proposta do game é jogar com amigos, principalmente no multiplayer local. Nesse modelo, estratégias podem ser traçadas, colaboração para ultrapassar obstáculos são mais fáceis e a diversão é uma certeza. Mesmo assim, a dificuldade não é reduzida, pelo contrário. Morrer significa voltar ao começo do estágio. Considerando o nível, seria mais interessante a implementação de algum tipo de checkpoint. Tornaria o jogo mais divertido e mais acessível.

Com amigos online, a diversão é substancialmente reduzida. A comunicação não é tão eficaz e a colaboração não flui de maneira adequada. Sendo isso uma parte fundamental da jogatina, o modo é comprometido. Além disso, o sistema de matchmaking não corresponde às expectativas.

Um dos destaques é a implementação das masmorras. Elas são procedurais, ou seja, mudam a cada nova rodada. Dessa forma, os jogadores são obrigados a trabalharem suas habilidades, já que os cenários e locais de interessem sempre mudam.

Visual não impressiona

Seguindo as mesmas linhas das mecânicas, o título é bem simples visualmente. Seguindo uma visão isométrica, o game não oferece gráficos de ponta ou uma linha artística que impressione.

Os cenários são simples, os inimigos variam pouco e os próprios heróis, que deveriam receber mais destaque, deixam a desejar.

super-dungeon-bros_2

Além disso, quando se tem muitos inimigos na tela ao mesmo tempo, o jogo apresenta uma queda no framerate, tornando a experiência um pouco desagradável, já que estas situações (hordas gigantescas de inimigos) acontecem com muita frequência.

Pô, Brow!

Jogando localmente com amigos, Super Dungeon Bros pode agradar aqueles que procuram por jogos para se divertirem com amigos e familiares. Caso você tenha um filho ou uma pessoa com quem sempre jogar, a experiência pode ser bem agradável.

Um outro ponto positivo é a localização. O game está totalmente em Português do Brasil, com legendas e uma dublagem bem legal, reforçando a indicação para jogadores de menor idade.

Entretanto, se você não se enquadra neste perfil e busca por partidas online, sua experiência será limitada pela conexão e pelas falhas na comunicação.

E se você é um jogador do estilo lobo solitário, poderá se frustrar bastante, já que o game foi desenhado para partidas com outros jogadores. Jogando sozinho, você conseguirá poucos progressos.

Por fim, considere ainda o fato de que o título está sendo comercializado por R$ 169,90 em sua edição padrão que, apesar de vir com uma camiseta bem legal, ainda está um pouco elevada pela proposta da ideia.