eFootball PES 2020 é Pro Evolution Soccer na sua essência. Os prós e os contras. Se você é fã da franquia, muito provavelmente irá curtir. Caso esteja migrando do FIFA ou não tenha, digamos, tanta afinidade assim, talvez não seja uma boa escolha. Afinal, ele não tem nada de revolucionário em relação a seus antecessores.

E é muito simples de entender os motivos: a Konami não parece ter interesse em modificar muita coisa no jogo. Pelo menos, não por enquanto. Ele é exatamente o que se espera dos PES dessa geração. Uma leve alteração aqui, outra ali, mas nada de tão relevante. E, claro, não era de se esperar algo diferente disso.

O que provavelmente é o último jogo de futebol da empresa só para essa geração, já que a expectativa é de que ano que vem saiam os novos consoles de Sony e Microsoft, fecha com chave de ouro o “renascimento” de PES. Claro, para quem gosta da série. Com os seus gols e as suas bolas fora.

Agora, dentro desse grande universo dos fãs de PES, é preciso dividi-los em categorias por dois aspectos, que iremos tratar nessa análise. Primeiro, os modos de jogo. Se você curte jogar online, o game é um. Se gosta do offline, eFootball PES 2020 é outro. E o mesmo é válido para times estrangeiros x times europeus.

PES 2020

Quando testamos eFootball PES 2020 na Game XP, foi amor à primeira vista. Nova câmera, ritmo mais cadenciado, gráficos muito bonitos… E (quase) tudo isso chegou também à sua versão completa. Tirando o ritmo, que está um pouquinho mais acelerado (mas não chega nem a incomodar), o game acerta muito nesses aspectos.

Outro destaque positivo do jogo é o seu visual. Assim como no gameplay, ele segue os moldes dos PES anteriores. Mas tem ainda mais faces bem feitas, a iluminação é ainda mais real, a nova câmera é bem bacana, os uniformes são realistas…

Em termos de jogabilidade, é aquilo que sempre soubemos de PES: a parte tática é muito interessante, a troca de passes (agora mais difíceis) é a melhor arma e saber defender é meio caminho andado. Por outro lado, dribles não são tão eficientes (nem fáceis), não há movimentações 360º dos jogadores e chutes ainda têm direções meio aleatórias.

Image may contain: 4 people, people smiling, text

Dentre as mudanças de gameplay, também há “altos e baixos”. Os goleiros, por exemplo, estão melhores. Mas o novo sistema de passes demora até acostumar e, mesmo se você conseguir pegar o jeito, ainda vai errar muito. Em parte, porque ele realmente está mais difícil, mas em outra porque há alguns erros meio inexplicáveis.

Contudo, no geral, a experiência é interessante. Especialmente no offline. A Master Liga continua viciante, e tem ainda mais opções, e o Become A Legend, mesmo sem grandes melhorias, faz você não querer largar o controle para seguir evoluindo seu personagem. Ainda mais começando na Série B do Brasileirão.

Image may contain: 1 person, text

É nesse aspecto que o eFootball PES 2020 mais brilha, como a grande maioria dos seus antecessores.

eFootball

Quando o quesito online entra em campo, porém, as coisas mudam um pouco de figura. Novamente, nada que seja muito diferente do que acontecia nos últimos PES. A demora para encontrar partidas, partidas que caem por conta de problemas de conexão, o ritmo diferente…

Image may contain: 2 people

Sem falar na falta de um filtro para enfrentar times do seu nível. Por diversas vezes, os jogadores que selecionam times sul-americanos, por exemplo, têm que jogar contra um Barcelona ou PSG da vida. Claro, isso pode ser um desafio bacana, mas deveria haver a opção de fazer um filtro.

No MyClub, que é um modo online e offline, o método de contratar jogadores segue sem alterações. Novamente, os fãs estão acostumados, mas o número de “manobras” que os players precisam fazer para assinarem com quem realmente desejam parece exagerado. Você precisa usar três empresários bem específicos e, ainda assim, pode não contratá-lo.

Image may contain: 9 people

O novo modo Match Day também não é lá essas coisas. Primeiro, a conectividade é ainda mais instável do que nos outros. Segundo, as recompensas dos desafios não valem tanto assim o esforço. Você ganha alguns itens para o MyClub, mas nada de muito relevante – pelo menos, por enquanto. Obviamente, é algo que pode ser facilmente melhorado.

No geral, a experiência online de eFootball PES 2020 não é tão agradável quanto a offline. Primeiro, por essas questões. Segundo, porque os jogadores também não jogam como “a máquina”. Lances apelões de outras edições seguem acontecendo, e quem já possui uma experiência na saga e quer ganhar a qualquer custo abusa deles.

Meu Brasil, brasileiro…

O maior diferencial de eFootball PES 2020 para o público brasileiro é ter os times da Série A e da Série B. E o trabalho da Konami nesse aspecto é incrível. São muitos os jogadores licenciados, em acordos feitos um a um, com as licenças de todos os clubes. Mesmo sem que haja um negócio único, como em ligas estrangeiras, tipo a Calcio.

Image may contain: 1 person

Por isso, é preciso louvar a dedicação da empresa nesse aspecto – assim como em fazer uma boa localização, com narração de Milton Leite e comentários de Mauro Beting, e os conteúdos totalmente traduzidos; e bem traduzidos. Contudo, há uma questão que não agrada. Apesar de compreensível, é chato os times não estarem atualizados.

Isso acontece, claro, por causa de toda essa burocracia necessária para assinar com os jogadores e levá-los para o jogo. Mas foi uma ducha de água fria na comunidade a liga brasileira não ser atualizada na Atualização Ao Vivo do último dia 12. Muita gente tinha esperanças de que isso aconteceria, até porque a Konami afirmou isso no Twitter.

Image may contain: 1 person

Depois da polêmica, a companhia prometeu um update em um Data Pack futuro, mas muita gente ficou frustrada com a novidade. O torcedor do São Paulo não tem o Dani Alves, o do Flamengo não tem Gérson e por aí vai. Isso decepciona quem deseja uma experiência mais próxima da realidade possível em modos como a Master League.

eFootball PES 2020: vale a pena?

Além da liga brasileira, é bacana ver a dedicação da Konami para ter novos parceiros e campeonatos licenciados. A Juventus e a Série A foram dois golaços. E mesmo o que é genérico pode facilmente ser editado com um Option File. É claro que ideal seria já ter todas as escalações, escudos e uniformes certinho, mas não chega a ser um problema.

Image may contain: 2 people, people playing sports and outdoor

Assim como PES 2019, eFootball PES 2020 não tem grandes inovações e, por isso, é uma compra recomendada apenas para os fãs anuais dos games de futebol da Konami. Isso é claro no Metacritic: a nota dos usuários, possivelmente todos apaixonados pela saga, tem média 94. A dos críticos é 83.

Resultado de imagem para selo recomendado meups4Em suma, o novo Pro Evolution Soccer não parece tão novo assim. O que não é ruim para quem já curte a série. Até porque ele é, sim, um pouquinho melhor do que seu antecessor. Mas é apenas uma edição diferente de algo que todo mundo já conhece e sabe exatamente o que esperar.

Por isso, nosso selo para ele é recomendado – até porque você consegue encontrar o eFootball PES 2020 por preços justos. Ele é um bom jogo de futebol. Poderia ser melhor, é claro, mas no seu core é a melhor experiência PES que vimos nos últimos anos, comprovando uma evolução da franquia desde o lançamento do PS4 até hoje.

Agora, é só torcer para que, na nova geração, ela dê um salto maior. A série precisa. Seus fãs precisam. E, principalmente, os possíveis novos jogadores também.

eFootball PES 2020

8

Geral

8.0/10

Vantagens

  • Master League
  • Visual melhorado
  • Táticas bem construídas
  • Licenças do Brasileirão

Desvantagens

  • Online decepcionante
  • Problemas de outras edições