Hitman HD Enhanced Collection chega com Hitman: Blood Money e Hitman: Absolution, dois dos melhores jogos do Agente 47, ao PlayStation 4, mas só vale a pena para quem é muito fã da série. Seja para reviver momentos ou conhecer essas partes da história, que vêm de muito antes dos títulos atuais.

Primeiro, pelo seu preço. A coletânea custa R$ 183,90 na PlayStation Store, valor alto pelo que ela oferece. O jogador que, recentemente, teve excelentes remakes/remasters, com Crash Bandicoot e Spyro, e está agora ansioso por Resident Evil 2, não encontrará a mesma qualidade nesse Hitman.

Claro, ele tem gráficos melhores, mas nada de saltar os olhos – especialmente em Blood Money, jogo de 2006, que até tem texturas melhores, um visual mais apurado no geral, porém seus personagens continuam com aquele formato da época, a IA dos inimigos e o gameplay, em geral, também seguem iguaizinhos.

Ou seja, é pouco para uma nova versão de dois grandes jogos de uma franquia AAA como Hitman.

Nem tão novo assim

Os cenários de Blood Money estão bem melhores, mas modelos e animações dos personagens não foram editados. Detalhes que eram ótimos há 12 anos, agora são caricatos. E fica a impressão de oportunidade perdida, porque esse, para muitos, é o melhor game da saga.

Poderia ter sido tratado como Resident Evil 2: melhorado num geral para ter esse ar de nova geração. Mas isso não acontece. As mecânicas ficaram um pouco arcaicas e, provavelmente, não vão agradar os players de hoje. Sem contar o visual, que também deixa a desejar para uma remasterização. Especialmente nas cutscenes.

De positivo, temos a opção bacana de jogar em primeira pessoa – que é algo que não seguiu nos outros Hitman, mas que deixa a experiência um pouco mais imersiva para algumas pessoas.

É muito diferente do outro jogo do “pacote”. Hitman Absolution é relativamente recente, da geração final do PS3, e por isso suas mecânicas, animações e até sua jogabilidade acabam sendo mais adequadas ao PS4. A própria melhoria gráfica se torna muito mais perceptível e em muito mais detalhes. Esse sim dá muito gosto de jogar.

O game roda muito bem, as texturas e a iluminação estão muito bem calibradas, e ele chega até a parecer um integrante dos novos jogos de Hitman, lançados para o PS4. Certamente, Absolution é um dos melhores games do Agente 47 se levarmos tudo em consideração (mecânicas, missões, jogabilidade). E está ainda melhor agora.

Por outro lado, o game, na versão disponibilizada para acoletânea, não tem o Modo Contratos, que foi o maior destaque no PlayStation 3: era possível criar cenários e compartilhar com os agentes de todo o mundo, tornando o jogo muito imprevisível e aumentando bastante o seu fator de replay.

Em termos de enredo, o Blood Money e o Absolution são espetaculares. Ambos têm missões inesquecíveis e foram marcantes na timeline de Hitman não só por inovar em diversos aspectos, como pela narrativa. Para quem gosta de história, são dois pratos cheios. Só que só em inglês, já que não há localização PT-BR.

Vale elogiar também as opções de seleção de dificuldade, que permitem que os games sejam atrativos tanto para os veteranos e jogadores hardcore, como também para quem nunca jogou e/ou quer apenas relembrar alguns momentos divertidos sem ter que suar tanto quanto nos originais.

Claro, Hitman HD Enhanced Collection vai divertir quem curte o estilo de jogo. Afinal, parte técnica e gerações à parte, são dois bons, com o Agente 47 viajando o mundo, se disfarçando de tudo quanto é jeito e, claro, assassinando seus inimigos de variadas maneiras. Eles têm a essência da franquia muito bem encorpada.

Só que mesmo para quem só quer aproveitar a história, seja para relembrar ou para conhecer, ainda vale a pena esperar uma ótima promoção. Hitman HD Enhanced Collection tem um preço alto, mas que provavelmente vai cair em pouco tempo, senão, com tanta concorrência de novos jogos de alto nível em 2019, vai flopar.