[Análise Rápida] Until Dawn: Rush of Blood: Vale a Pena?

Um dos jogos que você tem que jogar no VR

O PlayStation VR, enfim, chegou ao Brasil, e por isso a PlayStation Store Brasileira está oferecendo alguns games grátis para quem adquirir os óculos de realidade virtual. Um deles é Until Dawn: Rush of Blood. Um shooter de terror com referências ao jogo de suspense da Supermassive Games, que, recentemente, também foi disponibilizado de graça na PSN.

Until Dawn: Rush of Blood foi um dos primeiros jogos do PlayStation VR, lançado ainda em 2016, e rapidamente se tornou um sucesso. É uma experiência bem curtinha, mas bastante intensa. Sustos, boa jogabilidade (especialmente com os controles PS Move) e até alguns desafios extras – que vão além de apenas atirar nos inimigos.

Bu!

A grande atração de Until Daw: Rush of Blood é vivenciar o terror em realidade virtual. Não chega a ser uma exploração que pode lhe dar sustos, como Resident Evil 7, mas mesmo assim você sofrerá com algumas surpresas. Se em Until Dawn é mais um terror psicológico, aqui é sustão mesmo, que faz você dar uns gritinhos, sabe?

Tudo isso em uma temática bastante apropriada: uma espécie de “trem-fantasma” em um parque de diversões mal assombrado. A cada fase, você “anda” em uma atração diferente, mas sempre com o mesmo objetivo: atirar nos palhaços, liderados por aquele mesmo vilão do primeiro Until Dawn, que vêm na direção do seu carrinho.

Você se sente em um daqueles simuladores dos parques de Orlando, sabe? Está totalmente imerso no cenário, pela realidade virtual, mas não se move de fato. Só segue o caminho pré-determinado e vai olhando tudo ao seu redor – e claro, interagindo, atirando nos inimigos e nos itens colecionáveis. Só que com um enredo muito mais assustador do que qualquer brinquedo.

O gameplay acontece sobre trilhos e você ir atirando desesperadamente.

Se, por um lado, a movimentação é “travada”, por outro a jogabilidade com o PS Move é ótima nos combates. O rastreio dos controles é bem feito. A mira funciona super bem. E como você pode dar tiros com uma pistola na esquerda e outra na direita, a ação é dinâmica, com inimigos aparecendo rápido e você tendo que ser bem ágil, especialmente nas dificuldades mais altas.

O visual do jogo também é muito bom, especialmente para os padrões dos jogos iniciais do PSVR. Afinal, todos sabem que os gráficos nos óculos não são tão bons quanto o padrão PS4. Mas Until Dawn Rush of Blood não deixa a desejar nesse aspecto. Os inimigos, os cenários, as armas, tudo tem uma construção gráfica ótima.

Inesquecível

A única ressalva quanto a Until Dawn Rush of Blood é sua duração, que é de cerca de 1h30 a 2h. Infelizmente, ele parece apenas uma demonstração de quão divertido pode ser o PlayStation VR. Por isso, pagar R$ 71,50 por ele pode ser um pouco caro. No entanto, como ele está disponível para todos de graça até janeiro, aí vale muito a pena.

O jogo é muito bem feito em todos os sentidos. Das referências do Until Dawn original até a sua jogabilidade com o PS Move, ele diverte bastante. E, apesar da duração curta, como você pode rejogar, mostrar para amigos, tentar achar colecionáveis, ainda dá para prolongar um pouquinho sua vida útil.

Em suma, é uma daquelas experiências que todo dono do PlayStation VR deve ter. Ainda mais sem custo. Until Dawn: Rush of Blood é uma amostra excelente do que o gadget pode adicionar ao PlayStation 4. Então, se você acabou de comprar um ou pretende fazê-lo até o fim do ano, vá logo à PS Store e garanta o download grátis.

Sabe aquela frase bem de perfil de Orkut ou legenda de Flogão? “Tudo que é bom dura o tempo necessário para ser inesquecível”? Então, Until Dawn: Rush of Blood é curtinho, mas pode ser inesquecível se for uma das suas primeiras experiências em realidade virtual. Só cuidado com o coração na hora dos sustos.

AVALIAÇÃO FINAL
Jogabilidade
9
Imersão
7.5
Visual
8.5
Sonoplastia
9
Diversão
8
COMPARTILHAR