Surpresa. Está e a melhor maneira de definir Uma Aventura LEGO 2: Videogame. Depois de tantos lançamentos de jogos ao longo dos anos, e da crescente preocupação com a estagnação da franquia, o título trouxe não um sopro, mas uma revitalização.

Com uma história divertida, reinvenção das mecânicas de jogabilidade dos outros titulo, e uma abordagem totalmente “Leguística”, o jogo faz a franquia voltar a ser atrativa nos video games, especialmente pra seus árduos fãs.

Prepare-se pra viver altas aventuras com uma galerinha do barulho, aprontando todas as contusões, enquanto tentam lidar com uma vilã que não e nada amigável.

Enredo simples e sem lero-lero

Uma Aventura LEGO 2 traz novamente o mestre construtor Emmet e sua amiga Lucy, bem como inúmeros outros personagens que já participaram de algum jogo da saga, e estiveram no primeiro filme/jogo.

Após um apocalipse “alienígena”, todos vivem confinados Apocalipselópolis, e outras cidades espalhadas pelo mundo. Mas a ameaça que vem do céu não pode ser facilmente evitada.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame

Tendo seus amigos sequestrados por uma princesa com intenções nada amigáveis do sistema Systar, Emmet precisa sair em busca de ajuda, e um meio de trazê-los de volta. Para tanto, precisará viajar por planetas e sistemas diferentes, cada um com uma temática distinta.

Essa e apenas uma justificativa para uma narrativa envolvente, apesar de simples. Um desenrolar de história aqui, uma surpresa previsível ali, e o enredo se mostra bom em sua proposta, especialmente para os jogadores mais novos.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame

De fato, o jogo vai mesmo além do filme.

Reinvenções e novidades

Não e segredo que a franquia já se encontrava com problemas no que diz respeito a novidades. Já a alguns jogos é visível como as mecânicas tem se tornado bastante datadas. Mesmo com uma mudança ou outra, a impressão que se tinha era de sempre “já ter visto isso antes”.

O que Uma Aventura LEGO 2 trouxe foi uma reformulada nas mecânicas já conhecidas, o que deixou o jogo surpreendentemente mais divertido. Coisas como construir estruturas, realizar missões, e até mesmo interagir com personagens foram repensadas.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame

Agora, por exemplo, para construir itens e estruturas maiores, e necessário ter o projeto, e coletar peças espalhadas pelos cenários, de cores diferentes. Isso deu um dinamismo maior ao jogo, e torna a exploração mais agradável.

Personagens e itens são adicionados ao menu do jogador, e são necessários para a resolução de enigmas e travessia de cenários. Cada um tem sua utilidade, não precisando quebrar a cabeça para transpor desafios.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame

E por fim, voltam os já conhecidos segredos, blocos coletáveis, missões paralelas, e itens colecionáveis. Mas agora com aquele toque de novidade que a série estava precisando.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame… No LEGO!

Provavelmente, este e o que se pode chamar de verdadeiro jogo LEGO. Os títulos anteriores, com raras exceções, tinham uma ambientação sempre baseada em sua temática, com a incorporação de peças Lego aqui e ali. Uma Aventura LEGO 2 é, literalmente, feito todo em LEGO.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame

De cenários a personagens, tudo aqui é construído com blocos de montar. Todo tipo de estrutura e elementos naturais é feito de LEGO. Árvores, gramas, monumentos, enfim. É como voltar à infância, com aquele monte de peças espalhadas pelo chão. Só que pelo console.

Para tornar tudo mais imersivo, o trabalho audiovisual cumpre seu papel. Os gráficos são bem coloridos e agradáveis, apesar de não serem algo surpreendente. Já a trilha sonora é um destaque a parte, evocando sensações fantásticas de nostalgia.

Ao mesmo tempo, esse conjunto se mostra muito bem integrado, evitando que horas de jogatina se tornem maçantes. Os efeitos sonoros também cumprem seu papel – de novo, sem maiores surpresas aqui.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame

O ponto mais favorável é que, assim como todo jogo LEGO já há anos, o título é totalmente localizado para nosso idioma. As interações entre os personagens voltam a ser por meio de grunhidos, com Lucy fazendo toda narrativa, explicando a história, dando dicas, entre outras coisas.

Universo LEGO Expandido

Uma Aventura LEGO 2: Videogame trouxe o que a franquia pedia há muito tempo. Irreverente, leve e divertido, o jogo reencontra a fórmula perdida, trazendo uma aventura que vale a pena ser jogada.

Totalmente localizado me nosso idioma, e com uma jogabilidade fluida, o título é divertido o bastante para jogar sozinho. Mas como sempre, a diversão é muito maior com um amigo em co-op local.

Entre um montar de blocos aqui, uma busca por colecionáveis ali, o gameplay vai durar horas a fio, sem que o jogador sequer perceba.

Uma Aventura LEGO 2: Videogame vale a pena, especialmente para os seus fãs de carteirinha, e e uma boa porta de entrada aos jogadores mais jovens no mundo dos games. Players mais hardcore, e mesmo aqueles que não são muito chegados na proposta, podem torcer o nariz.

Avaliação
Geral
7.9