Mortal Kombat X: Vale a pena?

Depois da versão anterior, que com toda certeza reergueu a série ao lugar que ela sempre mereceu, Mortal Kombat X consegue superar seu antecessor, em todos os sentidos, e é um verdadeiro presente para os amantes de jogos de luta, que ainda estavam um pouco carentes na next-gen.

A preocupação com os detalhes, com o equilíbrio entre os lutadores, com a correção de bugs rapidamente, tudo isso faz com que tenhamos um jogo de muita qualidade. O fator replay do jogo está muito alto, mesmo jogando sozinho, há muita coisa para jogar e destravar durante toda sua jornada de pancadaria. Temos inúmeras supresas, como o retorno dos famosos Brutalities (e que estão brutais como nunca) e dos lutadores clássicos amados por todos nós, como Raiden, Scorpion, Liu Kang e muitos outros. Estreando no cast de MK, muitos lutadores novos estão presentes, como o Ferra/Torr (brutamontes estilo Zangief), Kassie Cage (filha de Johnny Cage e Sonya), Kung Jin (primo mais novo de Kung Lao).

História

Após Shao Kann ser derrotado, Shinnok, o exército do Netherrealm e os guerreiros do Earthrealm (ressuscitados, e agora sob o controle de Quan Chi) atacam a Terra. Cabe à Johnny Cage e sua equipe impedirem que isso aconteça. Tenho que parar por aqui, pois qualquer coisa que eu conte além disso, será um spoiler.

Modos de Jogo

Mortal Kombat X é bastante diversificado no que diz respeito a modos de jogo:

1) Modo história – este tradicional modo história, apesar de ser relativamente curto (cerca de 4 horas de gameplay), tem um enredo bem bacana e imersivo e faz muitas revelações para quem curte a história desde o MK 1.

2) Torres Tradicionais:

Klássica – neste modo, é possível enfrentar a CPU, em lutas sucessivas, até chegar ao topo da torre;

Teste sua Sorte – são adicionados ingredientes que modificam a jogabilidade das batalhas, como lutar com golpes especiais desligados, sofrer danos com mísseis teleguiados, entre outros. Sem dúvidas, esta é a torre mais bacana de ser jogada;

Teste seu Poder – o tradicional modo de quebrar objetos com golpes de caratê volta em grande estilo, dessa vez com 10 desafios. Aperte os botões o mais rápido possível e dê o golpe no momento certo;

Sem Fim – como o próprio nome diz, você vai enfrentando a CPU incansavelmente, até perder uma batalha e alcançar a pontuação final. Após sua derrota, tudo que você fez durante as lutas (Fatality, Frawless Victory, etc) é contabilizado e adicionado à pontuação final. Toda pontuação, independente da torre vai para um ranking mundial e, com isso, você pode comparar sua pontuação com jogadores espalhados pelo mundo;

Sobrevivente – semelhante à Torre Sem Fim, com a diferença que sua barra de vida recomeça com o mesmo tamanho da batalha anterior, podendo ser aumentada de acordo com o seu desempenho;

3) Krypta – velha conhecida dos jogadores, é necessário ganhar muitas Koins (dinheiro virtual do jogo) para desbloquear todos os elementos (fatalities, artworks, trilhas sonoras, etc);

Gráficos

Graficamente falando, Mortal Kombat X é perfeito, é a cara da next-gen. A violência é mostrada de forma nua e crua, como jamais visto na franquia. Os cenários são muitos ricos em detalhes, têm várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, mas só conseguirá reparar nelas quando for espectador de algum combate. De forma semelhante ao Injustice, é possível interagir com o cenário, seja arremessando algo no oponente, batendo a cara dele em algum lugar, ou até utilizando para escapar do canto da tela.

Som

Os efeitos sonoros são muito bem trabalhados. Gritos de dor, som de sangue escorrendo e ossos quebrando, entre outros, todos impecáveis. Em relação à dublagem (mais especificamente a localização para português do Brasil), realmente deixou  a desejar, mas sinceramente, nada que comprometa a diversão. A trilha sonora, embora bem ambientada, é apenas razoável. Infelizmente, Mortal Kombat nunca teve trilhas sonoras marcantes, como acontece em Street Fiighter, que temos trilhas memoráveis como os temas de Ryu, Guile e Chun-li, por exemplo.

Jogabilidade

Mortal Kombat X é tecnicamente perfeito. A resposta aos comandos também é perfeita, como todo jogo de luta deve ser. É estimulante para um amante de jogos de luta aprender os nuances de cada lutador, aplicar corretamente todos os combos e se superar a cada nova sessão de treinamento ou embate com um adversário. Por sinal, se você quiser ser bom de verdade neste jogo, use e abuse do modo treinamento, ele será seu melhor amigo!

Modo Online

Muitas surpresas estão presentes estão no modo online: uma delas são desafios de torre que variam constantemente (por período, por dia e por hora), o que proporciona muitas horas de diversão quando se quiser jogar sozinho. Temos o tradicional modo versus, no qual podemos criar salas e convidar os amigos da PSN, assim como podemos enfrentar adversários aleatoriamente. Podem ser criadas também salas com mais de duas pessoas, que vão ficando na fila e enfrentando o vencedor de cada batalha, o que faz você se sentir numa casa de fliperama.

Além disso, a resposta dos lutadores aos comandos (netcode) está muito boa, proporcionando uma experiência agradável e recompensadora.

Os tradicionais quitters (jogadores que abandonam as partidas quando estão perdendo ou na iminência da derrota) terão uma grata surpresa: agora temos o Quitality, que causa a explosão da cabeça dos infelizes que abandonam seus adversários.

Facções

Novidade desta versão, ao iniciar o jogo pela primeira vez, você escolhe uma facção (Black Dragon, Lin Kuei, White Lotus, Special Forces ou Brotherhood of Shadows) e participará de uma guerra semanal, com o acúmulo de pontos dos jogadores de cada facção. Semanalmente, uma facção é anunciada como a vencedora. O interessante é que existem fatalities exclusivos de cada facção, além dos fatalities tradicioonais de cada lutador

Variações

Esta novidade, sem dúvida, foi uma das melhores: cada lutador possui três variações, que são escolhidas na tela de seleção. Além de combos, golpes especiais e golpes comuns genéricos para qualquer variação, cada uma delas tem uma parte exclusiva, o que faz toda diferença na estratégia durante as lutas.

Disqus Comments Loading...