Pro Evolution Soccer 2016 finalmente chegou ao PlayStation 4 em 15 de Setembro de 2015. Há pouco tempo atrás, fizemos uma avaliação completa da demo, na qual foi possível avaliar o quesito principal de todo jogo de futebol, que nada mais é do que a bola rolando. Antes de mais nada confira o trailer do jogo:

Lembro-me bem quando conhecemos a primeira demo do PES 2014, que era não só a estreia de uma nova engine (derivada da Fox Engine, do Metal Gear), como também a estreia na nova geração de consoles. O que inicialmente parecia apenas problemas de adaptação à jogabilidade, mostrou a médio prazo que se tratava, infelizmente, de um produto inacabado. E isso trouxe graves consequências à base de fãs: uma quantidade enorme de jogadores abandonou a franquia, e muitos destes jogadores migraram para o jogo concorrente.

No próximo ano, com a chegada do PES 2015, já foi possível visualizar uma evolução significativa, vimos muitos fãs voltarem à velha casa, porém ainda não tinha atingido o nível de qualidade esperado, a ponto de reconquistar vários jogadores que continuavam decepcionados, mas que nunca deixaram de torcer por uma virada de mesa.

Fazendo valer o ditado “Antes tarde do que nunca”, o mês de setembro nos trouxe uma grata surpresa: começamos a experimentar a demo do PES 2016 e foram necessárias poucas partidas para constatar várias qualidades e que o ciclo que se iniciou no PES 2014 finalmente tinha atingido o nível de qualidade que todos os fãs desejavam.

OBS: A nossa revisão da DEMO é uma extensão dessa análise. É altamente recomendável que você confira também, pois muitos importantes são elencados nela:

Gráficos

Sabemos bem que os jogos de futebol ainda não tem gráficos no nível de alguns jogos AAA como o Metal Gear da própria Konami, por exemplo. Mesmo assim, notamos uma evolução considéravel. Os faces (rostos dos jogadores) estão extremamente realistas, assim como a grama e a torcida. Detalhes interessantes são também facilmente notados, como as poças d´água quando chove nas partidas, os uniformes sujos de lama e a água subindo durante os carrinhos.

Neymar PES 2016

Som

Em relação aos efeitos sonoros, continuou o mesmo que tínhamos na demo: gritos dos jogadores quando sofrem faltas, locução no estádio, pedidos de passe. A seleção de músicas está bem convicente e trouxe muitas músicas legais. A narração continua com Silvio Luiz e Mauro Beting e, embora tenhamos um acervo de comentários relativamente maior que o ano passado, já sentimos necessidade de uma renovação neste sentido. Ambos são excelentes profissionais, no entanto uma nova dupla seria muito bem vinda no PES 2017.

PES 2016 Silvio Luiz

Jogabilidade

Este, sem dúvida alguma, é o ponto forte do PES 2016. Desde o PES 2014 não tínhamos um jogo tão redondo, com respostas rápidas, passes precisos, e chutes consistentes. A marcação está bacana como nos velhos tempos e voltamos a ter aquele sentimento que o gol foi sofrido por falha nossa, e não por zagueiros que não respondem aos comandos.

Modos de jogo

Modos como o myClub ganharam novidades interessantes. Agora um jogador que você descarta por ter um overall baixo pode-se utilizar como treinador, o que faz com que o seu jogador de mesma nacionalidade e posição ganhe experiência. Também é possível a utilização de um técnico como assistente técnico, ou seja, se temos um técnico que é muito bom ofensivamente, porém defensivamente o estilo de jogo dele não se enquadra com seu time, pode-se optar por colocar um outro técnico na tática defensiva e esse se enquadrar melhor ao time.

Modo online

Embora seja algo tão importante, é algo que notoriamente a Konami não toca muito no assunto mas, ao contrário do que esperávamos, constatamos que houve um trabalho silencioso nos bastidores e o desempenho online vem se apresentando com uma qualidade poucas vezes vista no Pro Evolution Soccer. Proporcionalmente, a grande maioria das partidas online que jogamos desenrolou com ótima resposta e timing idêntico às partidas offline, algo que já buscamos ha muito tempo. Esperamos que os servidores sejam monitorados constantemente, para que a experiência continue satisfatória, mesmo com a quantidade cada vez maior de jogadores.

Bugs

Embora indiscutivelmente seja o melhor PES dos últimos três anos, o jogo não está livre de pequenos problemas que precisam ser corrigidos. O primeiro deles é a habilidade dos goleiros no modo online, algo que a Konami já divulgou estar ciente e já prometeu correção em breve. O outro problema, consideramos um pouco mais grave: a lei da vantagem está comprometendo seriamente a diversão: quando você faz uma falta pesada no adversário, o juiz não marca a falta se você não tocar na bola neste meio tempo, o que te permite fazer várias faltas no adversário com esta “técnica” e deixar vários jogadores lesionados. É óbvio dizer que o maior problema de um jogo não são os bugs, e sim o tempo que eles levam para ser corrigidos.

Atualizações

Conforme divulgamos anteriormente, a Konami perdeu um pouco o timing em relação às atualizações de times e jogadores e está demora está deixando os fãs furiosos. Esperamos que após a primeira atualização, as próximas passem a acontecer em tempo hábil.

Clubes PES 2016

Brasil em alta

Apesar do futebol brasileiro estar meio em baixa nos últimos tempos, no PES 2016 a situação ainda é diferente, com muito destaque para nosso futebol. A começar pela capa do título que é estrelada pelo jogador Neymar Jr, do Barcelona. O craque é o principal garoto-propaganda, fazendo com que a camisa verde-amarelo volte a ter o destaque de outrora.

Além disso, a Konami tem olhado com bastante carinho para o Brasil e se esforçando em oferecer um conteúdo cada vez mais localizado com times e estádios nacionais. Equipes exclusivas, eventos promocionais e outros investimentos fazem do PES 2016 o mais brasileiro dos jogos de futebol.

Conclusão

Finalmente, podemos dizer que o PES 2016 é a versão que definitivamente recuperou a auto-estima dos fãs, que no fundo, no fundo, se sentiam órfãos e não estavam nada satisfeitos com o que estavam jogando. Vemos claramente um retorno massivo dos fãs à franquia, as comunidades se movimentando novamente e os jogadores empolgados. Não esperem inovação significativa, até porque claramente o foco nos últimos anos foi aprimorar a jogabilidade com a nova engine e que, desta vez, o objetivo foi cumprido com louvor.

2 - Selo de Ouro