Sonic Forces: Vale a pena?

Entre altos e baixos, Forces acaba por derrapar um pouco.

Sonic Forces chegou às lojas no dia 7 de Novembro, com uma clara (e audaciosa) proposta de agradar os fãs antigos e conquistar os novos. Para este fim, a SEGA buscou mesclar elementos clássicos, os quais são velhos conhecidos desde a época do Mega Drive, com características mais contemporâneas, ou seja, uma boa pitada de inovação.

Sem nenhum jogo do porco-espinho até então, o PlayStation 4, em menos de seis meses ganhou logo dois de uma vez: este que analisaremos nas linhas que se seguem, e o Sonic Mania, lançado em Agosto, com gráficos no melhor estilo 16-bits. Teria a SEGA conseguido agradar os ansiosos jogadores?

Os visuais, tanto das fases com movimentação 3D, quantas as de 2D, estão muito caprichados. As (dispensáveis) cutscenes entre as fases tem altos e baixos um pouco estranhos. Dr. Eggman, por exemplo, conta com alto nível de detalhes, mas outros com um serrilhado inexplicável.

Já os personagens que aparecem durante a seleção de fases, deixam bastante a desejar. Parecem ter sido modelados às pressas. Algumas destas renderizações lembram os primeiros jogos poligonais da SEGA, como Virtua Racing e Virtua Fighter.

Uma boa sacada é a oportunidade do jogador criar seu próprio mascote. A cada estágio ou missão concluída, novos ítens são liberados: bonés, óculos, sapatos, etc. Inclusive, é possível reutilizar customizações realizadas por jogadores ao redor do mundo.

Boa trilha sonora

Os efeitos sonoros são satisfatórios, muitos deles trazidos diretamente do túnel do tempo. As trilhas sonoras que acompanham o mascote e seus amigos durante a jornada são boas, porém estão longe de serem memoráveis. Nenhuma delas são candidatas as canções inesquecíveis, como as que já estiveram presentes na Green Hill Zone e Marble Zone.

Impressionante como versões atuais de jogos clássicos parecem sofrer com este fardo. São raros os momentos que conseguimos presenciar uma superação neste sentido. É como se os compositores tivessem esquecido da fórmula.

Time Attack

O estímulo à competitividade é um ponto muito positivo do Sonic Forces. A cada fase completada, você é informado em quanto tempo concluiu o trajeto, além de sua posição em um ranking global. É possível comparar suas marcas com pessoas próximas (aparentemente são as pessoas do mesmo país que você) e com os amigos da PSN.

Você se sentirá desafiado a melhorar cada vez mais a sua marca, principalmente quando completar uma fase em 01:20 e ver que pessoas ao redor do mundo completaram em apenas 58 segundos!

Sonic Forces - Fim de Fase

Sonic Forces possui, basicamente, 2 tipos de fases: as que alternam perspectivas 3D e 2D, com um Sonic contemporâneo (novos movimentos e nova física), e outras com movimentação 2D, que conta com movimentação clássica, mais especificamente do Sonic 2.

Nas fases de perspectiva 3D (que vemos o Sonic de costas), o jogador conta com uma barra de boost (no melhor estilo Burnout) e faz com que Sonic corra numa velocidade absurda. Esta velocidade, às vezes, é tão alta, que dá ao jogador, uma sensação estranha de não se sentir parte integrante da ação.

Sonic Forces - Gameplay

Falando em não se sentir parte integrante, algumas fases contam com vários momentos de transição, o que compromete seriamente a diversão pois, sem dúvida, é um pouco frustrante para o jogador ficar apenas assistindo, em vez ter o controle da situação. Fases inteiras, com ação contínua poderiam ser melhor aproveitadas.

O level design é bastante linear, e tem poucos pontos de exploração alternativa, o que certamente não faz parte da receita de sucesso para um bom jogo de aventura. No estágios 3D, basicamente, temos alguns pontos de bifurcação no caminho, que aparentemente existem apenas para que o jogador melhor o tempo de conclusão.

Já com os estágios 2D, a SEGA conseguiu juntar a jogabilidade clássica com gráficos contemporâneos, e faz uma excelente entrega para os fãs. Todos os velhos elementos estão presentes: as TVs (com anéis, invencibilidade ou a bolha de proteção), a trilha sonora do Sonic prestes a se afogar, entre outros.

Fácil, extremamente fácil

O nível de desafio presente no Sonic Forces é algo que deixa muito a desejar. Você não encontrará dificuldades para concluir os pouco mais de 30 estágios que o jogo oferece, com exceção de alguns chefes de fase pontuais. Tudo isso, provavelmente, será concluído em menos de seis horas.

Entre altos e baixos, ficou devendo

É fato que Sonic Forces não deixará os exigentes fãs do porco-espinho tão felizes quanto poderia. Nos momentos bidimensionais, consegue entregar uma boa experiência. Já nos tridimensionais, como já visto em edições anteriores, infelizmente deixa um pouco a desejar.

3 - Selo de Prata

A sensação constante de que você não está no controle da situação, ou de que basta apertar uma sequência de botões desenfreadamente para se vencer uma série de inimigos, faz com que Sonic Forces ainda não seja o jogos que os fãs sempre sonharam.

Mesmo custando abaixo do preço normal de um lançamento (R$ 149,90), é interessante esperar uma promoção atraente para ter a oportunidade de experimentar mais uma aventura do amado porco-espinho da SEGA, e aumentar sua biblioteca de jogos.

AVALIAÇÃO FINAL
Jogabilidade
7
Visual
8
Sonoplastia
7
Diversão
6
COMPARTILHAR