Testamos na BGS 2017: Assassin’s Creed Origins

Origins retorna com uma proposta já conhecida, mas oferece novos elementos.

Dois anos após seu último título de peso, a franquia que é o carro-chefe da Ubisoft, está de volta à Brasil Game Show com Assassin’s Creed: Origins.

A trama, que dessa vez nos leva até o Egito Antigo para conhecermos o início da rivalidade entre templários e assassinos, foi muito bem recebida pelos fãs da série e já era esperada desde seu primeiro título.

Assim como já era ansiado, Assassin’s Creed Origins consegue manter a pegada de todos os outros jogos da série, implementa novidades que encaixam de forma perfeita e oferecem toda a imersão característica com detalhes gráficos bem polidos.

Inovando, sem esquecer as origens

A demonstração disponível para testes no estande da Ubisoft era a mesma utilizada na Gamescom 2017. Controlamos o protagonista chegando a uma nova área denominada Memphis. Andando com o pequeno bote, já é possível perceber um melhor detalhamento dos gráficos do jogo, que se refletem no movimento das águas e no brilho do sol.

A Jogabilidade segue a mesma tendência, os botões estão perfeitamente mapeados e a variedade de opções segue fluida. É possível abrir o mapa e seguir para qualquer rumo ou simplesmente cumprir a missão, fica a critério dos jogadores.

O único porém, e que pode afetar de maneira crucial na experiência dos visitantes, é que o tempo para testes é extremamente curto. São apenas cinco minutos por pessoa.

Ainda assim, oferecendo bom visual, Jogabilidade fluida e liberdade no mapa, podemos listar o jogo da Ubisoft como uma das atrações mais divertidas do evento.

Assassin’s Creed Origins tem lançamento marcado para o fim do mês, no dia 27 de outubro e sem dúvida é um dos melhores jogos disponíveis em toda a BGS 2017.