O PS4 SLIM é o principal console da Sony no momentoo modelo FAT já deixou de ser fabricado. Oficialmente, o novo modelo de PS4 chegou ao mercado em 15 de setembro de 2016.

Sabemos que o modelo SLIM é diferente do tradicional nos quesitos design e economia de energia. Entretanto, as diferenças entre as duas versões do PlayStation 4 não param por ai. Por isso, explicamos para você as dez principais diferenças entre o PS4 “normal” e o PS4 SLIM.

PS4 SLIM
PS4 SLIM

1 – Luz de indicação

Ao contrário dos primeiros modelos de PS4, o SLIM não conta com a luz superior (muito bonita por sinal) que atravessa o produto de uma ponta a outra.

Mas a luz não foi completamente removida. Já que ela é bastante útil para você saber o status de funcionamento do aparelho – saiba mais sobre isso clicando aqui. No PS4 SLIM, o LED fica mais discreto, no botão power.

2 – Sensíveis ao toque

Os botões sensíveis ao toque já haviam sido extintos desde a série 1200 do modelo convencional do PlayStation 4. No SLIM, não é diferente: os botões de liga/desliga e de ejetar são mecânicos.

3 – Acesso ao HD

No PS4 FAT, o HD fica localizado na parte superior (no faceplate – aquela tampa removível). Para trocá-lo, basta remover o faceplate e desparafusar. Já no SLIM, a localização mudou. Inclusive, a forma de posicioná-lo.

Esta mudança não afeta, de nenhuma maneira, a forma de troca do HD, que ainda é bem fácil.

4 – Adeus, saída óptica

Pouco utilizada, provavelmente muitos jogadores nem tenham notado a presença da saída de áudio óptica presente no PlayStation 4, na parte de trás, ao lado da HDMI e LAN.

Esta saída era utilizada por alguns (poucos) headsets de alta performance. O modelo SLIM não conta com esta saída.

5 – Portas USB

A localização das portas USB permanecem na frente do equipamento (em todos os modelos). Contudo, a distancia entra elas é diferente, de acordo com a versão. No modelo mais fino, o intervalo entre os encaixes é maior. Facilita muito a utilização das portas.

6 – PS4 SLIM é mais econômico

O PlayStation 4 SLIM é mais econômico. O modelo mais antigo (séries 10XX e 11XX) consomem cerca de 250 w, enquanto o SLIM, 165 w. Cerca de 34% a menos de consumo de energia elétrica.

Uma melhoria bem-vinda para aliviar a conta de energia elétrica, cada vez mais cara no país.

7 – Mais compacto

Como todo SLIM que se preze, a redução em suas medidas é essencial para que mereça o nome.

Enquanto o modelo convencional mede 275 x 53 x 305 mm (largura x altura x comprimento) o PS4 SLIM tem como medidas: 265 x 39 x 288 mm. Uma redução de mais de 30% no volume total. Vai sobrar espaço na prateleira.

playstation-4-x-slim
PS4 SLIM em comparação ao clássico.

8 – Mais leve

Todas as mudanças de tamanho e nos componentes internos refletem no peso do aparelho. O SLIM pesa menos que o PS4 FAT. Enquanto o modelo padrão marca na balança 2,8 Kg, o compacto é mais esbelto, ficando com apenas 2,1 Kg. Alguém emagreceu bem, não é mesmo?

9 – Menos parafusos, mais encaixes

Aqueles que já tiveram a oportunidade de desmontar um PlayStation 4 FAT sabem o quão fácil é. Basta apenas remover alguns parafusos na parte de trás. No SLIM, as coisas mudam um pouco. Nem mais mais fácil, nem mais difícil. Apenas diferente. O modelo traz apenas um parafuso e um lacre de segurança, com mais encaixes na carcaça.

10 – O PS4 SLIM é mais barato

O PS4 SLIM é mais barato que seu antecessor. Nos Estados Unidos, o SLIM já pode ser encontrado por cerca de US$ 250. O FAT, em processo de descontinuação, custa por volta US$ 350 (quando encontrado).

Já no Brasil, o SLIM pode ser encontrado por cerca de R$ 1.600 (em lojas oficiais como Saraiva). O preço do FAT, no entanto, pode variar bastante. Como a Sony já não fabrica mais o modelo, é mais complicado mensurar os valores.

Gostou deste artigo? Sugerimos que você confira este outro onde explicamos as principais diferenças entre as variadas versões de consoles. Ele é muito útil!