Mensagem pré-texto: fica, vai ter bolo.

Eu odiava meu trabalho. Acordar era como um pesadelo diário sem fim. Estávamos ainda no começo de 2013 e havia poucas razões para otimismo.

Eu odiava mesmo meu trabalho.

Eu era do tipo de pessoa que só esperava pelo fim de semana. Ali sim, a vida fazia um pouquinho mais de sentido. Viver, por sinal, era uma tortura.

Na época eu era dev. de software. Minha rotina era criar views SQL, programação em C, C++. C# e até na desgraça do Delphi. Você já programou em Delphi?

Eu simplesmente não conseguia mais viver comigo mesmo. Não gerava resultados, não produzia o que de mim se esperava, não conseguia ver sentido naquilo que fazia.

E por mais livros do tipo: 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, O Poder do Agora, O Poder do Hábito, O Monge e o Executivo, Como Ser um Líder Servidor, Gerente Minuto…até O Que Podemos Aprender com Gansos que eu lesse…nada fazia efeito. Fora as palestras do Mário Sérgio Cortella.

Não raras as vezes, durante o expediente, eu era atingido por uma sensação esquisita…um aperto no peito. Nestas horas eu ia ao banheiro e ficava por uns 40 minutos, até passar.

Houve dias que não sei exatamente o que me fez levantar da cama. Talvez os boletos vencendo.

Em um raro momento de lucidez eu refleti: o que eu mais gosto de fazer? Não demorou muito para chegar a conclusão: jogar PlayStation 3!

Ná época, eu acessava diariamente o falecido Baixaki Jogos – Hoje, Voxel. Gostava de ler as notícias de videogames, saber o que estava rolando e ver as opiniões dos outros.

Mas eu sentia falta de um conteúdo voltado especificamente para PlayStation.

Aí surgiu a ideia de criar algo neste sentido. Um local na Internet onde as pessoas pudessem encontrar as informações mais importantes sobre PlayStation.

Era fevereiro de 2013. Não poderia ser PlayStation 3. Tinha que ser algo já preparado para o que estava por vir. Naqueles meses, a Sony já se movimentava para fazer anúncios. Algo que ocorreu em 20 de fevereiro.

Naquele dia eu havia decidido criar meu próprio site de PlayStation 4. Um videogame que sequer existia. Este www deveria ser um lugarzinho bem aconchegante onde as interessados pudessem se encontrar, saber sobre jogos e até aprender a “como cuidar do seu amigo”. Algo bem intimista…próprio…para “chamar de seu”.

Aí nasceu o MeuPS4.

#6AnosDeMeuPS4: a história até aqui 1
Primeiro rascunho.

Gestação & Nascimento

De fevereiro à abril foi o período de gestação. Onde estudei a melhorar maneira de se criar um site. Foram meses onde busquei entender os parâmetros de um portal de sucesso, pontos fracos, fortes (SWOT), ferramentas.

Até que em 16 de abril de 2013 ele nasceu. Meio torto, ainda sem uma identidade visual muito definida. Mas tava ali…dando seus primeiros suspiros. Na verdade ele só foi alimentado mesmo a partir de junho daquele ano.

Primeiros Passos

De Junho a Novembro foram seus primeiros passos. Embora eu já tivesse feito outros sites de notícias antes, ainda não contava com larga experiência na criação de conteúdos.

Mas, por outro lado, a vida real cobrava, cada vez mais, um preço alto. As “crises de desespero” no trabalho se tornavam cada vez mais frequentes, fazia menos sentido estar ali…e já estava começando a pesar na consciência o fato de eu estar tomando o emprego de alguém que realmente merecia estar ali.

Novembro

Em Novembro de 2013 a situação estava absolutamente insustentável, não dava mais para continuar.

Foi na ocasião de lançamento do PlayStation 4 (15 de novembro de 2013): pedi demissão, comprei um PS4 e alguns equipamentos de gravação. MeuPS4 havia se tornado, literalmente, “MeuPS4, minha vida”.

Experimente explicar isso para uma família tradicional brasileira: “pai, mãe…tenho algo a contar: pedi demissão, comprei um videogame super-caro e decidi que vou viver disso”.

Óbvio que ninguém acreditou em mim.

Naquele época o site tinha uma média de 170 acessos…por dia. Não precisa ser nenhum gênio para entender que a operação era deficitária. Era mesmo um risco sem nenhuma perspectiva de escalonamento a médio prazo.

2014

E é engraçado como as coisas se convergem. Em Abril de 2014 – já sem um puto no bolso – uma vaga de trabalho simplesmente caiu no meu colo.

E era uma baita oportunidade! O trabalho era bem mais flexível, melhor remunerado e muito mais agradável. Na verdade, foi o melhor emprego que eu já tive.

Isso me permitiu duas coisas: fôlego financeiro para sustentar o site e me sustentar! As coisas começam a se encaixar e as primeiras pessoas começam a chegar: Caio, Rob, Tati e Charles.

Até hoje não sei bem porque eles decidiram me procurar…e mais surpreendente ainda…porque decidiram ficar.

No fim de 2014 já ostentávamos, orgulhos, mais de 500K de pageviews mensais.

Três anos seguintes

Na medida em que íamos crescendo…mais e mais pessoas iam chegando. Em 2015 chegaram: Rapha, Hugo e Thiago Lima.

Crescíamos em um ritmo contínuo e começávamos a fazer disso aqui um verdadeiro “MeuPS4”. Com tutoriais feitos por quem realmente joga e ama – verdadeiramente – o seu videogame.

#6AnosDeMeuPS4: a história até aqui 2
Temos um PS4 personalizado 🙂

Em 2016 chegaram os inenarráveis: Thiago Barros e Bruna Lanzillotta.

E muitas vezes eu me flagro pensando neste time completo: como foi que estas pessoinhas vieram parar aqui afinal? Todos são muito…mas muito capacitados, mas estão aqui. Poderiam estar em qualquer outro lugar.

2016 também foi o ano onde começamos a fazer coberturas internacionais. E3, PSX e até testes fechados em jogos exclusivos lá no exterior.

O mesmo se manteve em 2017 e 2018. Onde melhoramos nosso processos, buscamos entender melhor nosso público e a oferecer mais e irmos além de nós mesmos.

E talvez este seja o resumo: buscamos ir além de nós mesmos todos os dias. Não sabemos tudo, não somos os melhores e nem maiores, erramos constantemente. Mas aprendemos sempre.

Ao longo deste tempo também eu descobri o que é resiliente. Ainda preciso a aprender a ser resiliente…mas pelo menos eu já sei o que é.

E eu não mais desejo que o mundo acabe às 7h da manhã.

Se em 2013 eu me sentia sozinho comigo mesmo…hoje eu tenho razões para acreditar que há um lugar no mundo reservado para cada um. Talvez até seja o seu caso no momento…não desista.

Saímos do zero e hoje temos cerca de 8 milhões de amigos mensais. E a você, leitor, devemos tudo.

#6AnosDeMeuPS4: a história até aqui 3

Meu nome é Daniel e esta é a história da minha vida.

PS: se você leu TUDO ISSO…fica a dica especial: HOJE (16) vamos fazer uma transmissão ao vivo no Facebook (após às 20h) onde vamos sortear: jogos, posters, copos decorativos, chaveiros e muito mais!