Após diversos adiamentos, finalmente o mais novo JRPG da Level-5 chegou ao mercado. Em nosso review contamos porquê ele vale a pena, agora, vamos listar 8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni 2: Revenant Kingdom.

Antes de fazermos nosso top 8, é preciso enfatizar um ponto. Embora as partes técnicas de um título sejam importantes, elas não são únicas e absolutas. Tendo isso em vista, nossa lista vai além de gráficos, recursos ou trilha sonora.

Confira abaixo as 8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni 2:

Lições

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll
O Curious Boy aparece ao final de todo capítulo. Fonte: PS4 Share

Que atire a primeira pedra quem nunca se identificou com uma frase dita em um jogo. Apesar de existir diversos títulos que trazem questionamentos ao jogador, Ni No Kuni 2 se destaca pela inocência de Evan, o rei de Evermore.

Enredo fora dos trilhos

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll
Lofty dá a Evan a Kingmarker necessária para construir um novo reino. Fonte: PS4 Share

Não, isso não é ruim. Ao iniciar a história (que flui muito bem, diga-se), o jogador fica na expectativa de reconquistar Ding Dong Dell. Porém, Evan quebra todos os clichês ao dizer: “quero construir um novo reino”.

Personagens “sem noção”

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll
Essa senhorinha da biblioteca é um dos personagens mais estranhos de Ni No Kuni ll. Fonte: PS4 Share

Ni No Kuni ll é aquele tipo de jogo que realça a beleza de personagens esquisitos. Porém, também se faz necessário enfatizar aqui a insanidade da coisa. Além de muito bem feitos, são todos carismáticos e engraçados, com diálogos que envolvem muitas gírias e abreviações. No entanto, é preciso dominar o inglês (cadê as legendas em PT-BR Bandai Namco?) para que as coisas fluam bem.

Construir um reino

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll
É possível comprar armas dentro da sua própria cidade e, além disso, aceitar quests que lhe rendem KG, moeda necessária para melhorar o reino. Fonte: PS4 Share

Esqueça Ding Dong Dell. A despeito de Evan ter sido vítima de um usurpador, ele decidiu começar do zero, dando vida a Evermore. Neste novo reino, será preciso construir estabelecimentos para que seu povo viva feliz. Além disso, é preciso alocar cada um dos cidadãos nos lugares que eles mais se sentem bem em trabalhar.

Teletransportar-se para qualquer lugar

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll
Os pontos de teleporte podem ser encontrados em diversas partes do mundo, inclusive no meio do mapa. Fonte: PS4 Share

Mesmo que seja legal andar por aí à procura de tesouros, nem sempre você vai ter paciência para fazer isso, tendo em vista que os baús não “recarregam”. Por este motivo, os pontos de teleporte se tornam extremamente úteis para aquelas viagens longas. A melhor parte? É possível teletransportar-se para o meio do mapa, facilitando suas quests.

Batalhas em tempo real

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll
Quando se está em campo, uma animação abre a arena de batalha, como em tales of. Nos calabouços, as lutas rolam como em um action-RPG. Fonte: PS4 Share

Dentre as 8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll, o sistema de batalhas é um dos mais divertidos. Dentro das dungeons, não há combates por turno, mas sim em tempo real. Se você já jogou Tales of Zestiria, saiba que o título possui a mesma mecânica de luta. Porém, como dito anteriormente, ela só funciona dentro dos calabouços.

Aventura em alto mar

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni ll
A bordo do navio, novos locais tornam-se acessíveis, inclusive aqueles que possuem os Tainted Monsters. Fonte: PS4 Share

Por que se contentar em andar se você pode velejar? Conquanto boa parte da aventura de Ni No Kuni ll se passe em terra, a adição do barco foi muito bem-vinda, evitando que o jogador caia na mesmice.

Içar velas, marujo!

Explorar tudo sem pressa

8 coisas que estamos amando em Ni No Kuni 2: Revenant Kingdom 1
O leafbook serve como uma rede social. Ao ler as notícias, novas quests podem ser habilitadas, além de novos moradores para seu reino. Fonte: PS4 Share

Ni No Kuni 2 não conta com a opção de mudar a dificuldade (que esperamos ser implementada em breve), mesmo assim, o título garante muita diversão e, principalmente, longevidade.

A quantidade de quests presente é bem grande. Algumas parecem “bobinhas”, mas elas são necessárias para que você conheça lugares que a campanha principal não irá te apresentar. Por isso, explore muito e se arrisque. Você nunca saberá o que existe em uma caverna até que olhe dentro dela.

Bônus

Para aproveitar ainda mais esta aventura, nós da redação do Meu PS4 demos início a uma jornada totalmente nova, onde cada canto pudesse ser explorado. Assista abaixo o gameplay da nossa equipe:

E para você, caro leitor. O que mais está te agradando no recente lançamento da Level-5? Conta pra gente!