As comparações são inevitáveis: Anthem chega ao mercado lembrando muito Destiny (apesar de negar isso). Social, cooperativo, futurista. Feito por um estúdio e publicado por uma gigante. Demo extremamente requisitada. Campanha de marketing forte, que produziu até live action. Sem contar as grandes expectativas financeiras.

Ou seja, Anthem merece ser mais um integrante da série de previews dos jogos mais aguardados de 2019 aqui no Meu PS4, a #AnoNovoJogoNovo. Mesmo após alguns problemas nos testes públicos, a recepção do público foi positiva, e a ansiedade para sua versão completa segue alta.

Seu grande destaque é mesmo a jogabilidade cooperativa, que permite que até quatro jogadores façam as missões juntas. Cada pessoa pode escolher dentre quatro classes para o seu personagem, deixando-o com características e equipamentos diferenciados. Isso ajuda o game a ser extremamente dinâmico e imprevisível.


O Ranger é a classe básica de Javelin (Lança em português). Mais versátil, equilibra defesa e ataque e tem como habilidade especial uma corrente elétrica que pode dar vários choques nos oponentes, além de um lançador de granadas. Seu “super” tem mísseis teleguiados que dão bastante dano no adversário.

Anthem

O Colossus é o Tank, mais lento, só que aguenta e dá muito dano melee. Seu ataque aéreo e um canhão super potente são os destaques. É o oposto de Storm, que deve ficar longe dos combates corpo a corpo. Usando golpes elementais, de gelo, fogo ou raios, consegue até combinar todos para dar um golpe final.

Por último, mas não menos importante, o Interceptor é a escolha para quem busca a agilidade como principal característica. Excelente para explorar mapas e contar tudo para os amigos do esquadrão, tem lâminas duplas super afiadas e ágeis, além de ter dois modos de jogo: strike e assault.

Depois de escolher seu Javelin, você pode personalizá-lo de várias maneiras, coletar loot nas missões e criar uma verdadeira máquina de guerra – o que vai ser preciso no final do jogo, quando você começar as atividades endgame, que prometem ser muito divertidas, mas também desafiadoras.

A grande preocupação por trás de Anthem está em sua história. Seu gameplay vem sendo elogiado por todos que testaram o game – especialmente, claro, quando você consegue jogar com os amigos. No entanto, pouco sabemos ainda sobre o enredo – como chegamos a essa era dos Javelins e pelo que eles lutam, por exemplo. 

Ninguém sabe direito o que é ou do que se trata, mas todos já têm certeza é de que é bacana jogar Anthem, especialmente com os amigos. Mesmo que os gráficos tenham sofrido algum downgrade, a conectividade tenha sido péssima na demo e você tenha, necessariamente, que estar online para jogar.

Uma coisa bacana é que você pode tanto seguir as missões do jogo, com objetivos e recompensas mais lineares, como também só ficar rodando pelo mundo aberto. Seja solo, com amigos ou até usando o matchmaking do game. Resta saber se vai haver atividades suficientes para não torná-lo repetitivo, como aconteceu com Destiny.

Faltam 7 dias!

  • Lançamento: 22/02/2019 
  • Desenvolvedora: BioWare/EA 
  • Gênero: Aventura/RPG Preço: R$ 209,90 (COMPRE AQUI com descontos
  • Versões Extras: Edição Legião da Alvorada, R$ 279,90 (pacote de armaduras, arma, trilha sonora digital e equipamento de patrulheiro lendário)
  • Bônus de Pré-Venda: Tema Exclusivo, Bandeira dos Fundadores, Acesso ao Demo VIP
  • Jogadores: 1-4 em rede
  • Localização: Legendas e Menus

Confira todos os previews