É hoje! Quem será o jogo do ano no TGA 2018? Confira os indicados ao GOTY!

Evento acontece às 23h30 (de Brasília), e vai ter live do Meu PS4 comentando tudinho!

GOTY 2018

Nunca uma edição do The Game Awards foi tão aguardada como o TGA 2018. Não só por todos os anúncios que devemos ter, mas pela acirrada disputa por prêmios do Oscar dos Games, em um ano recheado de grandes jogos. São muitas as categorias e os indicados, mas a grande expectativa mesmo é para ver quem leva para casa o GOTY.

O prêmio de Game of the Year, Jogo do Ano, vai ficar com um dos seis indicados que nós colocamos nesse vídeo e descrevemos um pouco da opinião do Meu PS4 abaixo. Os favoritos seriam God of War e Red Dead Redemption 2, mas brigam ainda Monster Hunter World, Celeste, Marvel’s Spider-Man e Assassin’s Creed Odyssey.

Nas previsões da nossa equipe, a maioria declarou preferência por God of War, porém demonstrou-se resignada com uma provável vitória de Red Dead. E você, o que acha? Comente aqui, e não deixe de acompanhar a nossa live no Facebook, a partir das 23h (horário de Brasília), comentando tudo o que vai rolar no TGA 2018!
 
Marvel’s Spider Man – Espetacular Marvel’s Spider-Man, um resumo! A exploração livre, os combates frenéticos, dinâmicos e o enredo cativante promovem um título à altura da importância do herói dos quadrinhos. As falhas irritantes da dublagem e erros de jogabilidade descontam alguns pontos, porém, não ofuscam o incrível brilho que somente o Amigo da Vizinhança possui! Nota 9, Selo Recomendado.

Assassin’s Creed Odyssey – O jogo é lindo, possui um gameplay excelente e o enredo prende sua atenção. O único problema é que é parecido demais com Origins. Tanto nas missões como no desenho dos cenários. Se você jogou a aventura no Egito, essa, que se passa na Grécia Antiga, pode parecer só uma roupagem diferente, mesmo com um quê a mais de RPG, decisões que influenciam na história e novidades na jogabilidade. Nota 8, Selo Recomendado.

Celeste – Celeste é um indicado ao GOTY mais que justo. Sua proposta, inicialmente, é simples. Ultrapassar obstáculos ao escalar lugares e usar dashes. No seu âmago, ele aborda a depressão de uma maneira sóbria, uma história tocante que promove reflexão. A jogabilidade torna-se viciante em níveis ainda mais desafiadores, exigindo precisão e timing combinados. Um indie, básico, mas digno de estar entre os grandes de 2018. Não publicamos review no Meu PS4.

Monster Hunter World – A Capcom foi inteligente ao refinar alguns dos aspectos de Monster Hunter de modo que ele ficasse mais acessível, mas não menos profundo. Um equilíbrio perfeito entre manter a essência e mesmo assim simplificar. Monster Hunter World é um título viciante por oferecer sistemáticas complexas, um ecossistema pulsante e muitas opções. Mesmo que as variações de criaturas não tenha sido tão ousadas, a companhia soube lapidar com muita cautela a experiência. 2018 começa arrebentando em jogos. Bom para todos nós. Nota 9.1, Selo Recomendado.

 
Red Dead Redemption 2 – Tudo no jogo exala perfeição. Red Dead Redemption 2 traz uma narrativa poderosa, dentro de um jogo em que tudo foi pensado para proporcionar o melhor em gameplay e imersividade. RDR 2 pode ser considerado uma espécie de gabarito para os games de mundo aberto. Com seu Velho Oeste extenso, vibrante e recheado de atividades, além da perfeição técnica, ele vale cada segundo dos últimos 8 anos de espera. Nota 10, Selo Obrigatório.

God of War – Kratos é como vinho: quanto mais velho, melhor fica. Este novo God of War marca um recomeço apoteótico para série, desta vez em outra mitologia. Moderno, intimista, versátil, dinâmico e profundo… o novo God of War é tudo aquilo que se espera que ele seja: épico. Arriscado, com nova jogabilidade e câmera, e um enredo ousado e surpreendente, deixa os jogadores com água na boca para sua sequência. Nota 10, Selo Obrigatório.