NBA 2K16 é um dos melhores jogos esportivos lançados na atual geração de consoles, e neste mês está disponível gratuitamente para download na PlayStation Store. Por isso, os leitores do Meu PS4 vêm pedindo dicas do game. Afinal, ele não é um jogo pelo qual uma boa parte do público brasileiro normalmente paga, mas que, sem custo, acaba se tornando atrativo para quem curte o melhor basquete do mundo. E o que vocês pedem que nós não fazemos, não é mesmo?

Eu, Thiago, sou um fã relativamente antigo de NBA 2K, jogo desde o 2K7, e acompanho a NBA “na vida real” desde meados dos anos 90, então fico feliz de ver o crescimento e a busca pelo conteúdo relacionado ao game e ao esporte no país. Por isso, quando me pediram para fazer esta pauta, fiquei bastante empolgado. Espero que vocês gostem, e, caso tenham alguma dúvida específica, podem me enviar. Ah, e claro, se quiserem jogar um amistoso online, também estou à disposição. Vamos às dicas!

Básico

Arremessos

Começando do começo: os arremessos são com o quadrado, mas você também pode usar o analógico da direita, que é o Shot Stick. Movendo-o para cima ou para baixo, o jogador vai fazer um arremesso, dependendo da posição do seu corpo. Para iniciar, o recomendado mesmo, porém, é usar o botão quadrado. É só segurá-lo e soltar na hora certa. Mas como saber esta hora?

NBA-2K16_1

Fique atento sempre a uma barrinha embaixo dos jogadores. Quanto mais azul ela vai ficando, melhor é o arremesso dele daquele local onde você está. Depois, quando seu arremesso iniciar, ela é preenchida. Quando estiver no meio, é o momento exato para soltar o botão. Se for perfeito, ela ficará verde. Se não, vai ficar branca. Se o branco for perto do meio, boas chances de acertar. Se for um fiasco, a barrinha ficará vermelha.

Dribles

O analógico que você usa para mover os jogadores também pode ser usado para fazer dribles. E é tudo bem intuitivo. Se você der dois toques para um lado, ele faz uma “finta” para lá. Se girar, ele faz um 360, e por aí vai. Uma outra opção interessante de drible é tocar duas vezes no quadrado quando estiver indo para a cesta. 

Se você movimentar para frente e/ou para os lados nesta ação, o jogador tentará driblar e seguir na bandeja. Caso o faça voltando, ele vai fingir que vai para a frente, mas fará um giro para trás. Se você pressionar o quadrado no segundo toque, ele já emendará o movimento corporal com um arremesso.

NBA-2K16_2

Vale lembrar que cada jogador pode ter um tipo diferente de arremesso, então não é porque você pegou o timing certinho do arremesso com o Klay Thompson que vai ser igual com o Stephen Curry, por exemplo. É preciso praticar com todos os jogadores do time até dominar exatamente como cada um “gosta” de arremessar e quais são os seus pontos de onde eles convertem mais bolas.

Passes

O passe simples é feito com o botão X, e disso todo mundo provavelmente já sabe. No entanto, se você está jogando em um nível alto de dificuldade, já deve ter visto que as defesas adversárias conseguem interceptar passes muito fácil. Uma maneira de evitar isso é usar o passe direto para o jogador que você quer. Para isso, aperte R1 e veja o botão que indica cada jogador. Então, aperte ele para fazer um passe mais certo.

Ah, para fazer ponte aérea, aperte triângulo rápido, duas vezes, movendo o analógico com o qual você anda com o jogador na direção de quem vai receber o passe. Mas, ó: tome cuidado! Não é fácil acertar ponte aérea “do nada”. As defesas dos times que são controlados “pela máquina” são fortes e costumam interceptar estes passes com muita tranquilidade, a não ser que seja algo feito por jogadores de altíssimo nível.

NBA-2K16_3

Outro passe legal, que é um pouquinho mais difícil, e precisa ser feito com um jogador que tenha a característica de acertar este tipo de jogada, como um Steph Curry, Kyrie Irving, por exemplo, é o Flash Pass. Aperte bola duas vezes para um Flash Pass, que acaba sendo um passe com alguma “gracinha”. Teste aí e confira! Apertando o bola apenas uma vez, ele dá um passe picado na direção em que você movimentá-lo.

Defesa

Na defesa, é tudo sobre o timing. Roubar bolas, por exemplo, é difícil. O bom é ver um jogador que tenha habilidade Pick Pocket se quiser roubar a bola diretamente da mão de quem estiver com ela. É muito mais fácil interceptar passes do que fazer isso. Use o botão quadrado para tentar a roubada. Com o tempo, você começa a perceber quais os passes que mais fazem sentido e a se posicionar melhor.

NBA-2K16_4

Nos rebotes e nos tocos, é tudo sobre o tempo de apertar o botão triângulo para pular. Nos tocos, uma estratégia legal, caso você tenha alguém bom no garrafão, é errar de propósito a marcação com o armador. Dê um pulo no ar e deixe o rival passar por ele. Quando ele estiver indo para a bandeja, troque o controle para o seu pivô e vá direto para o toco. Você vai bloqueá-lo ou fazer ele errar o arremesso em várias ocasiões.

Nos rebotes, um recurso interessante é apertar o botão R2 para fazer o “box-out”, ou seja, impedir que o seu adversário chegue à bola antes de você. É o mesmo botão recomendado para marcação normal, pois ele coloca o seu jogador em uma postura de defesa, tentando fechar os espaços do adversário dele.

Regras

Algumas regras básicas do basquete que muita gente pode não saber: você tem só 24 segundos para arremessar em cada posse de bola, e 8 segundos para passar do meio da quadra. Você tem 5 segundos para bater um lateral. Um jogador só pode ficar até 3 segundos no garrafão sem se movimentar. Tocos só valem enquanto a bola está numa trajetória ascendente. Quando ela está caindo, é goaltending, ou seja, a cesta vale.

Cada jogador só pode fazer cinco faltas no jogo. Na sexta, está eliminado. Cada time só pode fazer quatro faltas por quarto. Na quinta, lances livres. Se você for correndo “para cima” de um jogador, pode fazer uma carga, ou falta de ataque. Depois que o jogador quicar a bola e segurar, não pode mais quicá-la novamente, ou será marcada violação de dois dribles, nem mover o seu pé de apoio, para evitar a andada. 

Intermediário

Pick and Roll

O pick and roll é um dos lances mais comuns do basquete. É aquela jogada em que um jogador faz um bloqueio perto de quem está carregando a bola, para impedir que quem estava marcando a pessoa consiga ficar muito perto dela. Isso pode ser usado em uma variedade de ocasiões. Seja para abrir espaço para o armador arremessar e para quem faz o pivô “rodar” em direção a cesta para receber a bola ou “sair” para chutar de longe.

Em NBA 2K16, você pode usar isso muito bem. Aperte o botão L1 e você verá os ícones como os de passe do R1, em cima de cada jogador. Pressione o botão de quem desejar que faça o bloqueio. Quando ele vier, abrirá um menu em cima dele. Você pode, usando o L1 novamente, escolher se ele vai fazer o “roll” para a cesta ou o “fade” para chutar de longe. É uma tática que você pode demorar até pegar, mas que será eficiente demais.

NBA-2K16_5

Uma jogada muito legal, por exemplo, é fazer este roll com um armador que seja ótimo de passe, como Chris Paul, e um pivô bom de enterrada, como Blake Griffin, ambos do Clippers. Faça o pick and roll e, quando o pivô correr para a cesta, use o comando que faz a ponte aérea. Além de uma provável cesta, será uma jogada que, certamente, vai merecer um “melhores momentos”.

Post Up

Outro lance básico do basquete que está presente no jogo é o “post up”, que é quando um jogador fica de costas para a cesta, quicando a bola e usando o corpo para avançar para cima de seu marcador. Este recurso, normalmente, é usado em jogadas em que o atleta quer virar para uma bandeja/enterrada ou então fazer o caminho inverso para um arremesso, o chamado fadeaway, criando espaço entre ele e o marcador indo para trás.

NBA-2K16_6

Para dar as costas para o marcador, basta apertar o L2. Essa é uma jogada boa de fazer com jogadores que têm um físico avantajado, como um pivô tipo Hassan Whiteside, ou com os craques que conseguem girar e/ou arremessar bem desta posição, como Kevin Durant, LeBron James e Dwyane Wade. Você pode usar o “post” lá no garrafão mesmo, mas também usar o recurso do L2 para proteger de uma possível roubada de bola.

Tome cuidado, porém, quando a jogada ficar manjada, porque os jogadores do time rival podem dobrar a marcação e tentar roubar a bola do jogador que está fazendo o post-up. Sendo assim, é importante que ele também seja um bom passador, para que possa livrar-se da bola sem cometer um turnover neste tipo de lance. Mas caso seja tudo feito direitinho, pode ser bem eficiente.

Dobra de marcação na defesa

A marcação dobrada é uma estratégia ousada, mas que pode dar certo, especialmente em lances onde o jogador que você vai marcar está na lateral da quadra, no post-up ou com poucos segundos no relógio. Apertando o L1, você fará com que um outro jogador chegue junto em quem está com a bola. Mas cuidado, porque se der errado, quem esse jogador estava marcando vai ficar livre e pode receber um passe rapidamente.

Avançado

A tática das estratégias pré-jogo

A cada partida, antes de a bola subir, você tem uma animação de comentaristas falando sobre o jogo que está por vir. Se apertar o botão Options, você vai abrir um menu com o seu time e o adversário. Ali, você pode ajustar a sua escalação, caso deseje, e depois a maneira como a equipe vai se portar. Esta segunda opção é fundamental, para que seu time jogue de uma forma com a qual você se identifique.

Ali, você tem dois espaços: o primeiro, com nomes de jogadores, é para você mudar as marcações. O básico é o jogador de uma posição marcar o seu correspondente do seu rival. O armador do seu time marca o do outro, por exemplo. Se você quiser alterar isso, basta modificar a correspondência de marcação neste menu. É só ir onde está o nome de um jogador do time adversário e colocar quem do seu time você quer que o defenda.

NBA-2K16_7

Mas esta é uma opção menos importante do que a de baixo: configuração de estilos de jogo de ataque e defesa. São três opções em cada: foco do ataque/defesa, intensidade e comportamento nos rebotes. Basta navegar em cada uma para ver as opções. Eu jogo com o Miami Heat e configuro meu time assim; Ataque: Pick and Roll, Average Tempo, Limit Transition. Defesa: Protect the paint, Play physical, Some crash and others run. 

O que isso significa? Meu time faz muito bloqueio para o jogador que está com a posse de bola, trabalha a bola com calma no ataque, e não briga muito por rebotes ofensivos, se preocupando mais em marcar o contra-ataque do rival. Na defesa, protejo o garrafão usando jogadas bem físicas, e no rebote os pivôs ficam para tentar pegar a bola, mas os jogadores mais rápidos já partem para o ataque buscando receber um passe.

Existe uma grande variação de possibilidades. E essas configurações podem mudar de acordo com o adversário. Contra o Warriors, por exemplo, time mais forte atualmente do jogo, não é bom marcar o garrafão, e sim as bolas de três (Perimeter Shots). Enfrentar o Cleveland Cavaliers, de LeBron James, é um duelo difícil, porque ao mesmo tempo que você pode focar a marcação nele, tem que ficar atento aos outros pontuadores do time.

Variações dentro do jogo

Além de definir coisas antes do jogo, você mudá-las durante. Usando as setinhas do seu direcional, você pode fazer substituições (para baixo), modificar as estratégias para seu ataque e sua defesa (para esquerda) e “chamar jogadas (direita). Esta última opção tem um grande valor, mas é mais avançada. É para quem entende de esquemas e quer ver seu time fazendo “jogadas ensaiadas”.

Com a seta para cima, você faz a jogada mais recomendada para a situação. Neste tipo de lance, há indicadores na tela mostrando para onde cada jogador deve se mover e o que eles devem fazer para fazer a jogada certinho. Sinceramente? É bem legal, porém, somente para partidas em um nível bem alto. No modo online, dependendo do rival, se ele souber marcar bem, pode ser muito útil.

Conclusão

Galera, é isso! Espero que vocês tenham curtido. Minha maior dica é: aproveitem muito este jogo. Não fiquem jogando só partidas normais e ligas. Vão para o MyTeam, que é uma espécie de FUT do NBA 2K, joguem o MyCareer, que é muito legal e nesta edição tem toda uma história cinematográfica dirigida pelo Spike Lee, e claro, façam o MyGM, que permite administrar o time, contratar jogadores e tudo mais. Novamente, estamos à disposição para qualquer tipo de dúvida que vocês tenham. É só entrar em contato que teremos o maior prazer de ajudar.