Ao longo dos anos, o PS4 nos proporcionou muitos momentos divertidos e emocionantes. No entanto, também sofremos com a trajetória de alguns personagens que ficaram para sempre em nossos corações.

Então, o Meu PS4 reuniu cinco deles. “Pessoas” que fizeram parte de jogos marcantes da atual geração e tiveram que passar por situações nada agradáveis. Seja no passado ou no presente das histórias.

Atenção: caso ainda não tenha jogado alguns desses títulos e sinta vontade em fazê-lo, o texto a seguir contém spoilers.

Samuel Drake (Uncharted 4 e Lost Legacy)

Começamos a lista com o irmão mais velho de Nathan Drake, Samuel (Sam). Ele é introduzido à franquia de Uncharted justamente no último jogo da saga de Nate, isto porque o caçula pensava que o mesmo estava morto.

Sam Drake
Sam Drake ficou preso no Panamá por muito tempo (Imagem: Naughty Dog)

Acontece que, certo dia, os dois viajaram a uma prisão no Panamá, junto de Rafe (que seria o principal antagonista de Uncharted 4). O plano era subornar o chefe do local e procurar por alguma pista do lendário tesouro do pirata Henry Avery.

As coisas acabaram não dando muito certo, no entanto. Os três precisaram fugir, mas na tentativa de deixar o lugar, Sam acabou atingido por uma bala, caindo no chão e não tendo forças para se levantar. Nathan, contra sua vontade, foi embora com Rafe.

Para sua surpresa, anos mais tarde, Sam bateu à sua porta. O irmão mais velho explicou que sobreviveu e ficou trancado na prisão por muito tempo. Agora, ele precisaria da ajuda do já lendário ladrão Nate, para perseguirem novamente o tesouro.

No fim do game, Sam ainda sofre com um pilar de madeira do navio de Avery, que está sob seu corpo. Após Nate derrotar Rafe, o caçula quase não consegue salvá-lo, mas no fim dá tudo certo e ambos escapam do lugar que se encontrava em chamas.

Em, Uncharted: The Lost Legacy, outro título do PS4, Sam também aparece – e sofre. Ele, Chloe e Nadine estão interrogando Orca, o novo chefe da Shoreline, e o boss aproveita um momento de descuido dos três para atirar em Nadine, fazendo Sam saltar em sua direção e levar uma bala. Ele até sobrevive, mas…

Seu objetivo principal, que era encontrar a Presa de Ganesha e vendê-la por um bom preço foi por água abaixo, após Chloe e Nadine devolverem o artefato ao Ministério da Cultura da Índia.

Freya (God of War)

Freya, a bruxa e deusa nórdica do mais recente sucesso do PS4, God of War, foi outra a ter grande sofrimento em sua vida. Ela começa como uma ajudante de Kratos e Atreus em sua jornada, mas conforme a trama se desenrola, a raiva eventualmente a consome.

Freya
Freya sofreu principalmente com a morte de seu filho (Imagem: Santa Monica)

Ex-esposa de Odin, ex-rainha das Valquírias e mãe de Baldur. Esta é Freya, que ao terminar seu casamento com o deus maior, foi banida para Midgard pelo mesmo, e amaldiçoada para que nunca pudesse deixar o local ou prejudicar qualquer criatura viva, o que acabou com a possibilidade de continuar sendo uma Valquíria

A deusa, então, usou seu poder para proteger algo para sempre: seu filho, Baldur. A bruxa lançou um feitiço para torná-lo invulnerável, livrando-o para sempre da dor. O problema é que Baldur era incapaz de sentir qualquer coisa, incluindo até gosto e outros prazeres. Ele ficou tomado pela raiva e jurou que nunca a perdoaria.

Mais tarde, enquanto Baldur perseguia Kratos e Atreus em Midgard, Freya reencontrou seu primogênito. De novo enraivecido, Baldur tenta matá-la, mas Kratos intervém e a situação acaba se transformando em uma batalha. O que Freya não previa, no entanto, aconteceu. Havia ainda uma flecha de visco na aljava de Atreus.

Ao tentar proteger seu pai, ele leva um soco de Baldur, que entra em contato com o visco, único material capaz de quebrar a maldição. Agora, Baldur era capaz de sentir novamente. Mesmo assim, ele não perdoou sua mãe e tenta estrangulá-la. Freya diz que o ama e deixa que ele o faça. Kratos, porém, chega por trás do deus e quebra seu pescoço, matando-o.

A bruxa, então, jura vingança a Kratos por ter acabado com seu único filho. Agora resta esperar que em futuros games, uma batalha entre os dois aconteça.

Tia May (Marvel’s Spider-Man)

A história de May já é bem conhecida para o público que lê as histórias em quadrinhos. Mas mesmo assim, os eventos de Marvel’s Spider-Man, exclusivo do PS4, são duros com ela. Para quem não sabe, Tia May e Ben adotam o sobrinho, Peter Parker, após o falecimento dos pais dele, criando-o como o filho que jamais tiveram.

Tia May
Tia May foi infectada pela praga de Doutor Octopus (Imagem: Insomniac Games)

Em 2010, veio o primeiro grande golpe em sua vida: seu marido foi assassinado, deixando-a viúva. Para encontrar alguma luz em sua vida, ela vira voluntária do F.E.S.T.A., um abrigo para moradores de rua. Só que mais tarde, seu chefe se torna um terrorista. May, é claro, fica arrasada ao saber que Li, uma pessoa que ela admirava, seria capaz disso.

Para piorar e finalizar a história da Tia May, ela (junto de uma grande porção de New York) ainda seria envenenada pelo Doutor Octopus. Peter Parker até consegue o antídoto, mas sua tia se recusa a aceitá-lo. Em seu leito de morte, ela diz que sabia da identidade do sobrinho há algum tempo, e pede para que ele cure a cidade.

Deacon St. John (Days Gone)

Deacon St. John é outro que passou por muitos perrengues em sua vida, como se pode observar em Days Gone. Quando jovem, se alistou para o exército norte-americano, servindo no Afeganistão.

Deacon
Deacon passou por muitos traumas na sua vida, incluindo a depressão (Imagem: Bend Studio)

Em certa missão, o grupo do qual fazia parte precisou avançar sobre a cidade de Mazar-i-Sharif. No entanto, eles acabaram emboscados pelo Talibã e tiveram o Humvee deles destruído, que caiu no rio embaixo do penhasco no qual se encontravam. Deacon sobreviveu e nadou até a costa mais próxima em busca de mais sobreviventes. Tudo que ele conseguiu, porém, foram oito corpos.

Anos mais tarde, um evento apocalíptico dizimaria metade da população humana, transformando-os nos chamados “Frenéticos” (uma espécie de zumbi, embora o jogo nunca se refira a eles dessa forma). Em algum momento da catástrofe, Deacon perde sua esposa, Sarah, fazendo-o pensar que ela estivesse morta. Isso o levou a uma depressão profunda.

Conforme o jogo avança, o protagonista descobre que isso não é verdade, e ele reencontra o amor da sua vida. Sarah, aliás, também pensava que o mesmo havia acontecido com o marido, o que a levou para uma grande tristeza. Mas no fim deu tudo certo.

Gabriel Reyes – Reaper (Overwatch)

Reaper não é apenas um dos campeões mais roubados de Overwatch. Ele possui uma das histórias mais complexas e interessantes do game, que foi eleito do GOTY de 2016 (o que ainda incomoda alguns fãs do PS4 até hoje).

Reaper
Como Gabriel Reyes, ele foi morto em uma explosão (Imagem: Blizzard)

Gabriel Reyes foi um dos seis fundadores do Overwatch. O líder. No passado, Reyes participou de um programa do exército americano que buscava ampliar as habilidades humanas. Ele acabou, assim, virando um super-soldado.

No entanto, durante a crise ômnica, seu amigo de longa data, Jack Morrisson (Soldado 76) foi muito importante durante as batalhas. No pós-guerra, ele foi eleito pelas Nações Unidas, o novo líder da liga de Overwatch. A partir desse momento, viraram rivais, deixando todos os laços de lado.

Enquanto o Soldado 76 liderava Overwatch, Gabriel Reyes foi designado a ser o comandante de uma organização dentro da principal: a Blackwatch. Mas ela estava indo contra os direitos humanos em suas operações, torturando e matando, sem dó nem piedade. Por isso, Jack Morrisson convocou uma reunião com o grupo.

No entanto, durante o encontro, uma explosão ocorreu no local, matando todos lá, incluindo Morrisson e Reyes. A partir daí, ninguém sabe como Reaper ou Soldado 76 voltaram a vida, mas uma coisa é certa: o primeiro deles teve muitos dias de luta e poucos de glória.

Mas e aí, faltou algum personagem na lista do Meu PS4? Se sim, qual? Conta pra gente nos comentários!