A expectativa por um anúncio do PlayStation 5 só aumenta, mas ainda tem muita gente no Brasil que sequer comprou o PlayStation 4. E algumas dessas pessoas agora ficaram com uma dúvida: ainda vale a pena comprar um PS4 ou é melhor esperar o PS5? Essa resposta depende muito do perfil de cada um, mas o Meu PS4 vai tentar ajudar.

Antes de começarmos a analisar os prós e contras de cada opção, é bom lembrar que não há nenhuma confirmação da Sony sobre o PS5 até o momento. Tudo o que se fala sobre o console ainda está no campo dos rumores. Tenha sempre isso em mente antes de tomar a sua decisão. Agora, vamos lá!

Data de Lançamento

O PlayStation 5 ainda não foi sequer anunciado e, portanto, não dá para saber exatamente quando ele será lançado. Muitos analistas estão prevendo os consoles de nova geração para 2020; teve até um japonês que falou “final de 2019“, só que essa é uma expectativa bem mais ousada.

Ou seja, é bem provável que tenhamos, pelo menos, mais um ano da atual geração. Muita gente acredita que o PS5 seja anunciado ainda nesse ano – o que faz sentido. Entretanto, seu lançamento ficaria para 2020. Quem sabe, até 2021. Portanto, caso compre um PS4 agora, você ainda terá um tempo para desfrutar dele.

De qualquer forma, mesmo com o mistério da Sony, muita gente já falou que o PS5 existe e está sendo produzido. Rolaram até rumores de specs. A própria empresa é clara quanto à necessidade de uma nova geração. Por isso, fique de olho: ele pode aparecer antes do que se imagina.

Preço

O lançamento do PlayStation 4 no Brasil foi traumático por causa do preço cobrado pelo produto à época (R$ 4 mil). Nos Estados Unidos, porém, ele foi muito elogiado e vendido, por ter um preço acessível (US$ 399) e mais barato do que do concorrente Xbox One.

Lançamento do PS4 foi um sucesso no exterior.

A tendência é que isso não mude muito. Segundo rumores, ele poderia vir com o VR 2 num bundle que custaria US$ 100 a mais, porém também teria a opção sem o gadget. No Brasil, esperamos que o valor inicial seja repensado, mas é difícil acreditar que ele custará menos de R$ 3 mil.

Enquanto isso, o PlayStation 4 tem bundles oficiais com vários jogos na casa dos R$ 2 mil (versão slim). “Liso”, ele sai por cerca de R$ 1,5 mil, e até um pouquinho mais em conta nas importadoras ou sites como o Mercado Livre. O PS4 Pro ter uma diferença leve de preço, mas também dá para encontrar por menos de R$ 2 mil.

Sem contar que você sempre pode comprar um PS4 usado também – desde que tenha certeza de que está bem cuidado e funcionando direitinho. Aí dá para economizar e se divertir bastante.

Jogos

Esse é o grande X da questão. A vasta “biblioteca de jogos” do PlayStation 4 é seu principal atrativo. Ele tem grandes clássicos, especialmente exclusivos, incluindo o GOTY de 2018, God of War. Por isso, se você só tiver dinheiro para comprar um PS4 e investir nos games dele, não vai se arrepender.

No entanto, há fortes rumores de que o PS5 terá retrocompatibilidade. Ou seja, vai ter capacidade de rodar os jogos do seu antecessor. E isso, caso confirmado, deve fazer, claro, o valor do PS4 cair bastante. Afinal, tudo o que você poderia jogar nele, também deverá rodar no novo console.

E aí fica aquela faca de dois gumes: comprar o PS4 porque ele ficará bem mais barato ou investir mais e garantir já o PS5, que terá as novidades e ainda rodará tudo o que você não jogou no anterior? Se você tiver condições financeiras para tal, a segunda opção, a médio/longo prazo, parece melhor.

Afinal, depois que o PS5 sair, é bem provável que os jogos mais esperados não sejam lançados com tanta frequência para o PS4. Há um período de transição, claro, e como foi na passagem do PlayStation 3 para o 4, provavelmente haverá games com versões para ambos. No entanto, depois de algum tempo, isso vai deixar de existir.

Multiplayer

Outro ponto importante para muita gente levar em consideração: o lado multiplayer da experiência. De que adianta você comprar um PS5 assim que ele sair, mas seus amigos não? Se você valoriza esse tipo de jogatina, talvez seja melhor dar uma chance para o PS4 agora.

Afinal, o console ainda tem muitos jogos bacanas que valorizam essa experiência – e, certamente, receberá outros ao longo desse ano e, quem sabe, até em 2020. Por isso, vale a pena bater um papo com a galera e ver o que eles estão pensando. Assim, vocês ficam juntos na mesma geração.

Death Stranding, Ghost of Tsushima e The Last of Us Part II – A gente já falou de jogos, mas é claro que esse trio de integrantes do “Big Four” da Sony (o outro era o Marvel’s Spider-Man, já lançado) está em situação bem intrigante. Já vimos bastante coisa deles nos últimos anos, mas ainda não sabemos quando sairão do papel.

Chegada de exclusivos pode pesar na decisão.

Muita gente aposta que eles serão títulos crossgen, ou seja, com versões para PS4 e PS5. Em todos eles, vimos imagens que, realmente, pareciam muito acima do que já estamos acostumados na atual geração – talvez apenas God of War chegasse perto. Porém, nada foi confirmado ainda.

Esperamos que, nos próximos meses, tenhamos mais novidades sobre os jogos e aí tenhamos como confirmar qualquer tipo de rumor sobre isso. Sem contar que a Sony mesmo já falou que há novos exclusivos ainda não revelados – só não sabemos se o projeto é lançar no PlayStation 4 ou no próximo console.

Upgrades Técnicos

A geração atual de videogames foi marcada pelo lançamento do que muita gente chamou de “versão 1.5” dos consoles – como o PS4 Pro e o Xbox One X, com melhorias gráficas (4K) em relação aos modelos originais. Para muita gente, um salto não tão necessário e/ou perceptível.

Mas e para o PlayStation 5 e o próximo Xbox? Será que vai ter tanta diferença assim? Tem desenvolvedor achando que não; que nem será possível usar 4K e 60fps juntos. Porém, as especificações supostamente vazadas do processador do PS5 dizem que o bichinho vai ser um upgrade aceitável.

Caso isso seja confirmado, o console terá 1GHz a mais de clock de processamento e um avanço de 100MHz no processamento gráfico da GPU. Resumidamente, o PS5 provavelmente será uma máquina bem mais rápida e capaz de reproduzir um visual ainda mais incrível do que o do PS4 Pro.

E aí, o que vale mais? 

Dito tudo isso, chegamos a uma conclusão para quem ainda não tem um PlayStation 4, quer comprar e está na dúvida se vale a pena. São duas respostas possíveis:

  1. Se você só tem dinheiro para comprá-lo e não se importa de, daqui a um ano, ficar com um console que não será mais o “must-have” do mercado, vale muito. O PS4 é o dono dessa geração, tem jogos incríveis, ótimo desempenho e vai te garantir muitas e muitas horas de diversão. Se você não ligar para ter a última tecnologia e/ou tiver uma galera que vai continuar com o PlayStation 4 para jogar contigo, vai na fé.
  2. Caso você aguente segurar a ansiedade e consiga juntar uma graninha para ter o PS5 assim que ele for lançado, vale a pena esperar. Especialmente por causa desse rumor de que ele terá retrocompatibilidade. Se isso for realmente confirmado, vai ser como matar dois coelhos com uma cajadada só: você garantirá todos os baita jogos desse console e ainda estará pronto para a nova geração.

Em ambos os casos, porém, a recomendação é de esperar um pouquinho. Se você já esperou até agora para comprar o PS4, vale a pena aguardar informações concretas sobre o PS5 antes de tomar sua decisão. A Sony não deve demorar para falar alguma coisa que seja sobre o assunto.

Em 2013, por exemplo, ela anunciou o PS4 em fevereiro e começou as vendas já em novembro. E com ela fora da E3 desse ano, todos esperam um evento próprio para o povo não ficar sem respostas.

Talvez valha aguardar mais um ou dois meses para se informar sobre isso e ter a absoluta certeza sobre seu próximo passo.

Afinal, é um investimento alto em qualquer um dos casos, e uma confirmação de um recurso, como a retrocompatibilidade, por exemplo, pode ser crucial para ambas as possibilidades: para quem se contenta com o PS4 comprá-lo por um preço mais em conta ou para quem quer mesmo o PS5 ter certeza de que valerá a pena.