Nos dois últimos anos, o Meu PS4 comparou a série NBA 2K a um time e a um jogador da história da NBA: ao Golden State Warriors (2017) e a Michael Jordan (2018), porém NBA 2K19 tem que ser comparado é com a própria história da franquia e outros games de esporte que estão no mercado. Ele, provavelmente, é melhor do que todos eles.

Num ano onde FIFA vem sofrendo com servidores instáveis e problemas de gameplay, PES parou nas melhorias do seu antecessor e Madden NFL se limitou a só pequenas alterações, NBA 2K19 é uma bela resposta da Take-Two e da 2K Sports às críticas do público com o jogo anterior – que, apesar disso, foi um sucesso de vendas.

Menos microtransações, detalhes de gameplay arrumados e modos de jogo ainda mais completos fazem com que NBA 2K19 seja um dos melhores da história da franquia, e o melhor jogo de esportes de 2018. Não é perfeito: faltam algumas licenças de ex-atletas, a ausência de falas no MyGM incomoda e os jogos online continuam sendo travados.

Mesmo assim, é um pacote bem completinho para quem ama a bola laranja e quer ter toda a aquela emoção da NBA no seu videogame. Especialmente porque ainda leva vantagem sobre seu rival, NBA Live 19, que evoluiu pouco em relação ao 18 e precisa melhorar bastante para bater de frente com o concorrente.

Para todos os gostos

O grande destaque de NBA 2K19, seguindo os moldes de seus antecessores, é a sua enorme variedade de modos de jogo. Tem basquete para todos os gostos. Da NBA de hoje, atualizadinha, inclusive com calendário de partidas seguindo a vida real, como o basquete de rua, times antigos e até elencos com craques históricos das franquias.

Dentre os modos de jogo em si, temos partidas 3×3, partidas rápidas, torneios online, MyTeam (no estilo Ultimate Team do FIFA), MyCareer (carreira), MyLeague (onde os jogadores criam a liga toda), MyGM (carreira, mas como gestor do time)… Ou seja, é possível se divertir horas e horas e horas com NBA 2K19.

Isso já era uma característica dos jogos anteriores e não chega a ser novidade, mas é importante ressaltar o bom trabalho. Especialmente o modo MyCareer, que mais uma vez tem uma história totalmente nova, cheia de animações super bacanas, duração de aproximadamente cinco horas e com atores como Michael Rapaport e Anthony Mackie.

Dessa vez, você é AI (Inteligência Artificial), jogador que está na China e quer voltar à NBA. Seu caminho terá jogos da Liga Chinesa e da G-League antes de buscar ter um novo brilho na principal Liga Norte-Americana. No caminho, você encontrará rivais de jogos anteriores e muitas surpresas.

O storytelling é bem interessante, o nível da produção é altíssimo e o gameplay que é combinado a isso tudo é bem interessante. A área de convivência, The Neighborhood, está ainda maior e mais completa, há menos microtransações e os novos mini-games são bem divertidos.

Claro, nem tudo é perfeito. As escolhas dinâmicas não são tão impactantes na história, assim como seu desempenho nos jogos. Além disso, não dá pra selecionar o roster da carreira, então você enfrenta os times desatualizados do início do jogo. Ainda assim, é uma experiência muito interessante.

E essa visão de “não é perfeito, mas…” está presente em todo o jogo. No MyGM, vale elogiar bastante o modo em geral, com toda a liberdade para o jogador gerenciar uma franquia da NBA, porém as cutscenes são super longas e não têm diálogo em áudio – chegando a dar sono em algumas ocasiões.

Os times lendários e com os craques da história de cada franquia também são ótimos, porém há vários jogadores sem licença, como Charles Barkley e Chris Bosh. Os jogos online tiram o melhor de você, no entanto, a conectividade não é das melhores – ainda mais aqui no Brasil.

O MyTeam ainda não chega aos pés do que é a série Ultimate Team da EA, ainda mais no FIFA, porém está evoluindo. Novas cartas, mais opções de grinding e eventos muito limitados dão a ele um ar mais completo, mais divertido, porém o modo ainda não pode ser considerado o principal de NBA 2K19.

Vale, atualmente?

O preço de lançamento de NBA 2K19 durou bem pouco. Ele saiu por R$ 248,99 no mês de setembro, mas em novembro, na Black Friday (um mês após o começo da NBA real), o jogo já estava por R$ 124,49 – preço que ainda está cobrado atualmente, por conta de promoções relacionadas às festas de fim de ano. Isso na PlayStation Store nacional.

Mas em lojas físicas ele também não está mais com preço cheio. Já é encontrado pelo valor de R$ 170. E isso por um game que vai ficar atual até setembro ou outubro do ano que vem. Claro, sempre rola aquela polêmica de “seria mais fácil só atualizar” seu jogo antigo, porém NBA 2K19 merece.

* O review foi realizado com uma versão digital de NBA 2K19 adquirida pelo redator

Avaliação
Geral
9.0