A CD Projekt RED demonstrou sua capacidade ao desenrolar o roteiro de The Witcher 3, com decisões cruciais em momentos específicos que acarretam situações alternativas segundo as escolhas tomadas. Personagens que vivem ou morrem. Histórias que encerram ou continuam. Tudo isso estará presente, também, em Cyberpunk 2077.

Inspirado no jogo de tabuleiro Cyberpunk 2020, criado por Mike Pondsmith, o novo jogo da empresa polonesa irá explorar as mecânicas de ação e reação, questões até como o karma diante das decisões positivas ou negativas tomadas. Quem confirmou tais características foi o próprio criador do jogo original, o qual está trabalhando, também, no desenvolvimento do game. O YouTuber LastKnown Meal (via PlayStation LifeStyle) quem conduziu a entrevista.

Uma das filosofias centrais do jogo é que cada ação possui sua consequência. E isso também remete às características originais do tabuleiro. Em Cyberpunk 2020, não existe sistema para o karma. Mas você pode apostar que se você explodir a cabeça de um cara pertencente a uma gangue, essa gangue irá lembrar disso e vai caçar você. Isso é realidade, é assim que as coisas acontecem.

Às vezes, o karma não acontece de forma sistemática, do lado negro ou do lado bondoso. Às vezes, ela vem e ‘te morde na bunda’ de maneiras que você não esperava. Estávamos brincando outro dia no escritório sobre o momento em que você está dirigindo e alguém corta você, e então você o joga para fora. Depois, você encontra esse mesmo cara atrás do balcão. Esse tipo de coisa acontece.

Confira abaixo a entrevista na íntegra.