A polêmica começou em 2017: a Bélgica queria banir as loot boxes de games na Europa. Ainda não chegou a tanto, mas, aos poucos, as autoridades locais vêm conseguindo seu objetivo. Depois de Overwatch, CS: GO, NBA 2K e dos FIFA Points de FIFA 19, agora é a vez de PES 2019 também perder suas microtransações no país.

A Konami se manifestou publicamente sobre o ocorrido. Em nota oficial, a empresa afirmou que vai “descontinuar” a venda de moedas myClub em todas as plataformas. Assim como aconteceu no caso de FIFA 19, quem ainda tiver moedas na sua conta vai poder usá-las, porém não poderá adquirir mais depois.

Há uma leve diferença de postura da Konami para outras empresas, como EA e 2K, que disseram não concordar com a decisão da justiça da Bélgica. Os japoneses afirmaram o respeito à “interpretação da lei” feita pelo país e não quiseram bater de frente com essa decisão polêmica.

Ainda não há uma data exata para o fim, e ele será gradual, de plataforma em plataforma. Mesmo assim, a notícia é relevante pelo fato de isso não ser uma luta apenas belga. Isso abre precedentes para que o banimento das microtransações comece a se expandir pela União Europeia.

E você, acha que as microtransações deveriam ser banidas?