Andrej Sapkowski, o autor dos livros de The Witcher, nunca demonstrou interesse nas adaptações feitas pela CD Projekt RED. Com o trabalho realizado pela Netflix, os fãs pensaram que o escritor polonês iria dar uma chance para os jogos do bruxão Geralt. Contudo, nada mudou e Sapkowski não tem a mínima vontade de mergulhar nos games da franquia.

Em entrevista ao site Gizmodo (via USGamer), Sapkowski explicou que nunca foi um fã dos videogames e, por isso, não teve interesse em vivenciar as produções realizadas pela CD Projekt RED. Ele ainda disse que é impossível comparar séries com jogos devido as diferenças inerentes ao desenvolvimento dos projetos.

Desde quando eu era criança, não joguei muita coisa – com exceção de bridge e poker. Videogames não são para mim, eu prefiro livros como entretenimento. Mesmo assim, a série e os jogos não podem ser comparados. Eles possuem diferentes abordagens e objetivos. Você não pode comparar um espaguete carbonara com uma bicicleta. Mesmo que ambos tenham vantagens e desvantagens.

Em uma entrevista ao Vice em 2017, Sapkowski revelou que não acredita nos videogames como uma forma de expressão “de linguagem profunda ou sofisticada que possa elevar a cultura”.

Embora o escritor não seja fã assumido dos jogos, a CD Projekt RED fechou uma nova parceria com Sapkowski para ter os direitos criativos sobre a franquia The Witcher. O contrato não trouxe detalhes monetários, mas o estúdio vai poder criar “videogames, graphic novels, boardgames e mercadorias em geral”.