Em junho, a Bethesda anunciou que The Elder Scrolls Legends, lançado originalmente para plataformas mobile e PCs, chegaria também aos consoles “de mesa”. O título é um ogo de cartas com partidas em turnos. Dois adversarios usam cartas baseadas em criaturas e nos personagens encontrados no universo de The Elder Scrolls.

O game deve receber um update gráfico e estava planejado para ser lançado inicialmente no PS4, Xbox One e no Switch. No entanto, segundo o que a Game Informer apurou durante a QuakeCon, neste último final de semana, o PS4 pode não receber o jogo.

O site conversou com Pete Hines, o vice presidente de marketing e comunicações global da Bethesda. Ao ser questionado sobre The Elder Scrolls Legends, Hines logo de cara que o título será cross-plataform, ou seja: jogadores poderão usar uma única conta em várias plataformas e jogar uns contra os outros.

E aí está o problema. A Sony vem enfrentando uma grande pressão para adeirir ao cross-play desde há bastante tempo, mas as coisas se intensificaram quando a Nintendo e a Microsoft se uniram para permitir a funcionalidade em Fortnite.

Agora, parece que é a vez da Bethesda de pressionar. Hines foi lembrado pelo jornalista da Game Informer que “o cross-play” só seria possível entre “alguns sistemas”. O executivo foi enfático:

“Na nossa intenção, para que o jogo seja lançado, é necessário ter estas funcionalidades em qualquer sistema. Não podemos ter um jogo que funciona de um jeito em todos os lugares, menos em um deles. A forma como este jogo funciona agora na Apple, Google, Steam e Bethesda.net é que não importa onde você compra as suas coisas, você joga em qualquer uma delas e suas coisas estão lá. Não importa a plataforma onde você joga, você vai jogar contra todo mundo que estiver jogando no momento”.

Quando pressionado para falar especificamente sobre o PS4, Hines respondeu:

“Continuamos a conversar com nossos parceiros de plataformas, mas estes termos são inegociáveis. Não podemos discutir sobre uma versão do jogo onde você leva seu progresso consigo e outra versão em que você permanece preso dentro daquele mesmo ecosistema, isolado de todo o resto. Isso entra em conflito com o conceito do jogo”.

Pelo visto, a polêmica do cross-play com o PS4 ainda vai dar muito pano para manga. Logo depois da controvérsia envolvendo Fortnite, um ex-executivo da Sony chegou a dizer que a empresa não iria aderir à funcionalidade simplesmente por causa do “dinheiro”.