Beyond Good and Evil 2 deve causar um grande impacto na indústria dos games. Quem está otimista assim é o CEO da Ubisoft, Yves Guilhemot. O título é um dos mais esperados da empresa, embora eles sequer tenham anunciado as plataformas para qual o jogo chegará.

Antes de comentar sobre o game, o chefão da Ubi falou com a revista francesa “Le Point” sobre a reforma milionária (avaliada em US$ 12 milhões) da Ubisoft Montpellier. O estúdio é responsável por Beyond Good and Evil 2.

Montpellier é um estúdio muito importante para nós, que mostrou o jeito para se inovar, graças à Rayman.

Guilhemot acredita que Beyond Good and Evil 2, anunciado em 2016, terá um grande impacto e vai revolucionar os jogos de aventura e mundo aberto.

Nossas equipes estão trabalhando em Beyond Good and Evil 2, que provavelmente trará um grande impacto aos videogames. (Nossa meta) é revolucionar os jogos de aventura e mundo aberto.

Mais de Beyond Good and Evil 2

O título tem seu design chefiado por Michel Ancel, segundo Yves Guilhemot. No mundo do game, todos personagens são híbridos criados pela mutação entre DNAs cruzados de animais e humanos.

O jogador será um Pirata do Espaço, com total liberdade para escolher seu estilo de gameplay. Ele poderá salvar grupos de mutantes da escravidão e recrutá-los a sua causa ou deixá-los naquela vida de miséria, por exemplo.

Não existe data prevista para o lançamento de Beyond Good and Evil 2.