O CEO da Brasil Game Show, Marcelo Tavares, começou a sua entrevista coletiva de encerramento do evento com uma frase “polêmica”. De forma bem humorada, valorizou a presença da PlayStation na feira, citando que ela não esteve na E3, mas veio à feira no país.

Logo para abrir o bate-papo com a imprensa, Tavares exaltou o fato de as três principais empresas do ramo estarem na BGS: Nintendo, Xbox e, claro, PlayStation.

“Fico muito feliz com isso. Nosso objetivo, nossa briga, é para colocar a BGS como um evento top no cenário global. Teve uma feira lá fora que não teve PlayStation, por exemplo”, disse o CEO da BGS.

Brasil Game Show: "Teve feira lá fora sem PlayStation", diz CEO 1

Segundo Marcelo, o evento de 2019 foi um sucesso e é mais um passo rumo à solidificação da Brasil Game Show no calendário global.

“Quem sabe, no futuro, a gente possa ter ainda mais brasileiros jogando e as empresas cada vez mais de olho aqui. O investimento na feira nesse ano foi cerca de 30% maior do que o ano passado. Estou muito feliz com o trabalho que foi feito”, completou.

O executivo prometeu que os dados compilados da edição 2019 da feira serão repassados durante a semana. Ele já garantiu que os recordes de público, estandes e área ocupada da feira foram batidos. Vale lembrar a estatística que dizia que a BGS é a terceira maior do mundo em público.

Planos para a Brasil Game Show 2020

Após o sucesso da BGS 2019, já há planos para a Brasil Game Show 2020. Especialmente pelo fato de termos uma nova geração de consoles chegando no fim do ano.

“Eu, como vocês, estou na expectativa pelos novos consoles. Torço para que a gente possa ter boas novidades em relação a isso. Geralmente, o ano de mudança de consoles é o mais especial, onde o patamar muda e, a partir de então, se inicia um novo ciclo”, disse.

Brasil Game Show: "Teve feira lá fora sem PlayStation", diz CEO 2

A expectativa pela próxima edição do evento, claro, já é grande. Resta saber se teremos o PlayStation 5 por aqui. Tomara, não é mesmo?