Burnout Paradise Remastered mal foi confirmado e já virou alvo de polêmicas. Isso porque um anúncio de sua versão digital falava em “compras opcionais dentro do jogo”. Ou seja, microtransações. Com isso, claro, toda a comunidade já se preparava para reclamar de mais um título da Electronic Arts com este recurso. Mas tudo não passou de um engano.

Quem garante é Ben Walke, community manager da EA, que foi ao Twitter para acabar com todas as dúvidas sobre o assunto. Segundo ele, o que houve foi um erro de quem anunciou. Portanto, a notícia é boa: não haverá microtransações em Burnout Paradise. Nem “pay to win”, quando se tem vantagem no jogo, nem de customizações.

Só um aviso: a loja que listou Burnout Paradise com “compras in-game opcionais” está errada. Não há microtransações ou qualquer conteúdo adicional pago. Guardem as críticas, por favor – escreveu o representante da empresa.

Burnout Paradise Remastered e terá o jogo base e todos os oito pacotes de add-ons lançados lá no ano de 2009: Cops and Robbers, Legendary Cars, Burnout Bikes, Burnout Paradise Toys, Burnout Paradise Party, Boost Specials, Cagney e Big Surf Island. Não haverá, porém, os packs Time Saver – o que os usuários logo pensaram que fossem virar loot boxes em microtransações.

Pelo visto, uma boa notícia para quem pretende comprar o jogo. E você, o que acha sobre toda a polêmica das microtransações?