O sucesso de Monster Hunter World surpreendeu a Capcom. Inclusive, o lançamento do jogo para os consoles de mesa era considerado um alto risco para a empresa e isso era um fator de cautela. No entanto, a companhia aceitou o desafio e acabou sendo premiada com vendas de mais de 8.3 milhões de cópias.

Durante uma entrevista ao Gamesindutry.biz (via DualSHOCKERS), o diretor de marketing, Antoine Molant, comentou sobre os planos futuros da Capcom em relação ao universo de Monster Hunter. Devido ao sucesso, a companhia deseja expandir com novos jogos da franquia para o ocidente.

Em novos mercados, o jogo era quase uma nova IP. Mesmo nos mercados mais maduros, como nos europeus, o jogo ainda era bastante desconhecido. Obviamente, ele se saiu muito bem e agora o objetivo é impulsionar para se tornar um sucesso ainda maior no Ocidente com próximos jogos.

De acordo com a Capcom, o desenvolvimento de Monster Hunter World para o ocidente foi uma grande aposta para os desenvolvedores. Abraçar o gameplay online, significou ter a consciência da possibilidade de perder três a quatro milhões de cópias no Japão garantidas, um grande risco.

Em meus 12 anos aqui na Capcom, as apostas eram que Monster Hunter seria facilmente vendido no ocidente se fosse lançado para a plataforma correta e se abracasse o gameplay online. Foi um grande risco para os desenvolvedores japoneses realizar algo que ferisse sua própria fanbase. Eles estavam garantidos com três a quatro milhões de cópias no Japão. Era uma grande aposta.

Porém, o risco foi diminuído com o suporte da Sony, particularmente a Sony Japão, que sentiu que o lançamento de Monster Hunter para os consoles de mesa venderiam muitos PS4… E eles estavam certos!