Kratos, o protagonista de God of War, quase não foi chamado assim. O deus da guerra seria originalmente Dominus, mas este nome não agradava a equipe de marketing do jogo. Por isso, a equipe desenvolvedora submeteu suas próprias indicações para avaliação. E, por um equívoco, Kratos quase recebeu o nome de um deles.

A revelação veio de Stig Asmussen, atual diretor de Star Wars Jedi: Fallen Order. Asmussen, que trabalhou em todos os jogos da franquia antes de do último (2018) e foi diretor de God of War 3, explicou o caso. “Tentávamos escolher um nome para Kratos junto com a equipe de marketing, e [o diretor do primeiro jogo, David] Jaffe deixou a cargo da equipe“.

Não sei quantos membros enviaram sugestões, mas eu mandei algumas. Elas foram para o marketing e a lista voltou com quatro, talvez cinco opções para Kratos – que era uma delas – e Stig também“. Ele explica que não usou seu nome na lista como candidato, mas sim para identificar quem os havia proposto.

Contudo, os responsáveis gostaram de “Stig” e o incluíram como potencial candidato. Asmussen garante que não achou nada ruim. “Eu fiquei bem tranquilo com isso“.

De acordo com o executivo, a equipe estava acostumada com Dominus de tal forma que outro nome soava estranho. “Além disso, chamávamos o jogo de ‘Dark Odyssey’ e gostávamos dele. Mas o marketing o achou intelectual demais“. Já quando God of War foi escolhido como nome oficial, todos acharam desanimador. “É exatamente isso que ele é“, finaliza.

Mudança de Ares em God of War

Por fim, Asmussen afirma que jogou o novo GoW e o classifica como brilhante. “Estou muito orgulhoso daquela equipe“. Ainda assim, ele diz que ficou um tanto cético quando soube das mudanças que Cory Barlog, diretor do novo título, estava implementando.

“Kratos é um lunático, mas tudo funcionou perfeitamente. Era a hora certa também. Era exatamente o que God of War precisava“. Os resultados comprovam essa afirmação. God of War (2018) foi um sucesso absoluto, confirmando sua soberania com prêmio de Jogo do Ano no The Game Awards 2018.