Em entrevista recente ao site VG247 durante a E3 2019, o Diretor Criativo Hugo Martin, e o Produtor Executivo Martin Stratton, conversaram acerca de diversas novidades de DOOM Eternal. Novas localidades, mecânicas de invasão, e a alteração do modelo de cut-scenes estão entre os assuntos.

Sobre as localidades, os executivos garantem que muitas áreas diferenciadas serão adicionadas. Algumas delas já puderam ser observadas. Phobos Marte, Terra, Inferno.. E o Paraíso.

De acordo com Martin, a implementação destas novas localizações corresponde a uma “fantástica adição à expansão do universo da franquia. Não incluímos algo para ser apenas visualmente belo. Ele está interligado com todas as coisas – passado, presente e futuro”.

Já Stratton adiciona um pouco mais de tempero a essa descrição. “Uma catástrofe de proporções bíblicas ocorre na Terra, é algo que o executor não vai apoiar. É o que podemos dizer por agora”.

Novo trailer de Doom Eternal

BRUTAL!!!

Posted by Meu PS4 on Sunday, June 9, 2019

Cut-scenes em terceira pessoa

Diferente do jogo anterior, DOOM Eternal contará com cut-scenes em terceira pessoa, ao invés de focar sempre na visão do protagonista. Conforme destacam os desenvolvedores, esta mudança é “melhor para o jogo”, tornando a narrativa mais eficiente.

“É mais eficiente assim”, ressalta Stratton. E continua. “Se você reparar em todas as cenas [de DOOM Eternal], existe fluidez nelas. Cada decisão, seja ela uma cinemática em terceira pessoa ou as grandes armas, está a serviço do jogo. Isso é o melhor para ele, então fazemos assim”.

Invasões em DOOM Eternal

Uma das mecânicas mais interessantes em DOOM Eternal é a invasão. Você poderá invadir outros jogadores como demônio e atrapalhar seu gameplay. Algo semelhante ao que ocorre na franquia Sousborne. O recurso ainda está sendo ajustado para o gameplay.

“Será um tipo de caçada gato-e-rato mais dinâmica. Como demônio, você tem a chance de se esgueirar e atacar sorrateiramente”, salienta o Diretor Criativo. O executivo comenta que haverão algumas áreas bloqueadas pra a invasão, afim de tornar o jogo mais justo.

A diferença na jogabilidade entre um e outro é que, para os demônios, dominar a furtividade e ataques precisos são a chave para a vitória. Para os executores, será a velocidade na ação e reação que contará.

Por fim, uma das partes interessantes dessa mecânica é que o jogador será notificado da invasão, mas não saberá qual demônio é um real jogador, até que ele decida se mostrar. Uma pitada de tensão ao gameplay, certamente.

DOOM Eternal chega ao PlayStation 4 em 22 de novembro.