Hoje (27) é um dia movimentado para a EA. A empresa divulgou seus resultados para o último trimestre financeiro e recebeu diversas perguntas sobre seu modelo de negócios e planos para o futuro. Um dos pontos levantados pela empresa foi a polêmica questão do crossplay.

Segundo o GameIndustry.biz, o vice-presidente de relações com investidores da EA, Chris Evenden, foi abordado com comparações entre os modelos de jogos online de Fortnite e Battlefield V. Apesar da empresa ter incluído o battle royale apenas como um modo do game de guerra, a EA parece estar de olho na fórmula da da Epic Games.

Chris Evenden também foi questionado sobre como a EA via o sucesso de Fortnite no crossplay e quais seriam as probabilidades da funcionalidade chegar para jogos da empresa, como Battlefield V. Evenden acredita que, em um período entre 3-5 anos “uma grande parte das experiências com jogos existirão na nuvem”, o que tornaria o crossplay algo bastante provável.

Evenden destacou que, assim como aconteceu com Fortnite, a EA está aberta a oferecer a funcionalidade em um futuro mais próximo, também:

“Estamos olhando para franquias importantes e na forma como podemos fazer cross-play em uma forma semelhante à de Fortnite, especialmente em alguns de nossos títulos que têm uma audiência mais ampla e diversa”.

Enquanto a EA cogita a possibilidade do crossplay em um futuro próximo, a Sony permanece envolvida em polêmicas por não aderir à funcionalidade. Recentemente, a empresa se viu alvo de reclamações de jogadores de Fortnite irritados por não poderem usar suas contas em outros consoles. A reação surgiu depois de a Microsoft e a Nintendo anunciarem uma parceria para o crossplay em Fortnite entre o Nintendo Switch e o Xbox One. Apesar da insatisfação, a Sony se manteve firme na decisão e continua a bloquear o cross-play entre o PS4 e outros consoles.