O último dia da Brasil Game Show marcou a participação de Ed Boon no BGS Talks, programa de entrevista do evento. O co-criador de Mortal Kombat, dentre outas coisas, revelou que se imagina fazendo o jogo daqui 20 anos – assim como o fez nos últimos 20.

Primeiramente, ele lembrou das grandes inspirações para a criação da franquia. Filmes como “O Exterminador do Futuro”, “O Predador” e “Alien”, além do game “Street Fighter” são alguns exemplos.

Ed Boon já dublou Scorpion nos jogos e, por isso, trata este personagem como seu favorito. No entanto, quando perguntado qual dos kombatentes é o mais forte, lembrou de Shao Kahn, um dos chefões mais apelões da história dos games.

Ed Boon
Ed Boon deu entrevista no BGS Talks (Foto: Vinícius Paráboa)

Sobre Mortal Kombat 11, Boon precisou se esquivar em relação a DLCs. Ele garantiu que mais personagens serão adicionados no futuro, mas não pôde dar detalhes sobre quais destes virão. Apesar disso, o produtor revelou quais lutadores são desejo dele ver no título: Street Fighter (não disse exatamente qual), John Wick e Neo (Matrix).

Em certo momento da entrevista, um fã lembrou que há 20 anos, Boon disse que neste período de tempo, gostaria de fazer o Mortal Kombat 12. O co-criador da franquia não perdeu a oportunidade de brincar: quer produzir “Mortal Kombat 24” daqui 20 anos.

Remasters de Mortal Kombat? Por enquanto, não

Outro desejo de Ed Boon é relançar jogos antigos em forma remasterizada. No entanto, ele afirmou que a NetherRealm não está fazendo nada neste sentido no momento.

Finalizando, o produtor citou que o 11º título da série foi o game mais difícil de se fazer em sua carreira. Além disso, ele também lembrou de Injustice 1 e 2 como complicados: a DC Comics precisava aprovar cada detalhe, sem exceções.

Ed Boon participou mais tarde de uma sessão Meet & Greet, e conheceu alguns fãs. Para os que não conseguiram tirar uma foto com ele, resta aguardar para saber se ele voltará na edição de 2020.