A Avalanche Studios, a conhecida produtora da franquia Just Cause, já está cozinhando seu próximo projeto. Pelo menos é o que confirma o site oficial da empresa, que está a procura de pessoas para emprestarem seus rostos para os personagens do novo game.

Por ora, não existem muitos detalhes do que o novo jogo é. A própria produtora já pede desculpas por não poder revelar muitas coisas. Mas, ainda, assim, é interessante ver os requisitos pedidos pela empresa para poder se candidatar a uma das vagas no processo de seleção.

Juste Cause 3 é um dos jogos do estúdio.
Juste Cause 3 é um dos jogos do estúdio.

Veja, abaixo, a descrição da oportunidade, que reforça que os interessados devem morar próximo a Estocolmo (Suécia) e enviar alguns dados para um e-mail específico.

Aqui na Avalanche Studios, estamos trabalhando duro para desenvolver nosso próximo e ainda não anunciado projeto. Não podemos falar muito dele ainda, mas vai oferecer aos jogadores nosso estilo e marca registrada de fazer jogos de ação em mundo aberto. No game você jogará como um adulto jovem, que será trazido à realidade usando uma tecnologia inovadora de escaneamento de rostos.

Estamos buscando 12 adultos, com idades entre 18 e 25 anos, para se tornarem nosso personagens no título. Os 12 selecionados não apenas aparecerão no jogo – que será jogado por milhões mundo afora – como também terão a chance de visitar nosso estúdio. Aí eles vão conhecer nossos desenvolvedores, vão escanear seus rostos, almoçar e ter insights sobre a mágica do desenvolvimento de games.

Just Cause 3 foi o último jogo da Avalanche Studios

Lançado em 2015, Just Cause 3 foi o último jogo produzido pela Avalanche Studios. O game chegou com a fórmula consagrada da produtora e da franquia: muitas explosões, liberdade de ação e muita frenesi para o jogador fazer o que quiser num mapa aberto.

O game ainda foi protagonista de um episódio um tanto constrangedor aqui no Brasil. Em agosto do ano passado, o título apareceu no serviço PlayStation Plus em países estrangeiros. Mas não no nosso país, o que acabou gerando a fúria de muitos jogadores. No mês seguinte, a Sony Brasil reparou o erro e disponibilizou o game aos assinantes.

LEIA MAIS