Para quem esperava uma goleada de novidades, a apresentação de FIFA 20 no EA Play foi no máximo aquele 1×0 suado. Muito focada no modo Volta e sem exibir gameplay, a livestream foi uma ducha de água fria para quem estava ansioso pelas novidades do próximo título da série.

A transmissão se resumiu a um vídeo previamente gravado, que falava do conceito (bem legal, por sinal) do Volta e uma entrevista com o líder de gameplay do jogo. Ele prometeu muitas novidades interessantes, mas só foi possível ver suas palavras; nada sendo mostrado na prática. Uma pena, até porque o jogo está disponível para testes no evento.

“Volta”

A campanha “Volta Football” mata dois coelhos com uma cajadada só. Muita gente pedia melhorias para o Pro Clubs e a Carreira, certo? Ele é um híbrido entre eles. Os jogadores poderão tanto seguir uma história e evoluir o personagem offline como também ter um time e jogar online. Em partidas 3×3, 4×4 e 5×5. E tudo isso com a carinha do saudoso FIFA Street, que também muita gente já vinha pedindo há anos. Fora todas as opções de customização, o que sempre faz sucesso com os fãs e, é claro, rende dinheiro pra empresa.

FIFA 20

Porém, ficaram faltando muitos detalhes. Pro Clubs, Modo Carreira e até o Ultimate Team não apareceram. Isso tem um motivo: a EA dará essas notícias aos poucos. Ela divulgou um calendário, em que promete revelar mais informações sobre cada ponto de interesses desse nos próximos meses.

De qualquer forma, a EA parece estar ouvindo o feedback do jogador. As mudanças reveladas por Sam Rivera, caso sejam tão boas quanto ele diz, prometem impactar positivamente o jogo, corrigindo tudo o que não deu certo em FIFA 19 em termos de gameplay. E até em modos de jogo, já que a EA prometeu revelar mais novidades do Modo Carreira, do Pro Clubs e, claro, do Ultimate Team nos próximos meses.

FIFA 20 CALENDARIO

E o que os jogadores querem não é muito: um gameplay mais realista e sem exploits, servidores capazes de aguentar o tranco (ainda mais com um novo modo online) e modos de jogo variados, para todos os gostos. A EA voltou a se comprometer em realizar essas melhorias. Resta agora aguardar para vê-las na prática.

Inteligência de Futebol

Sam Rivera, líder de desenvolvimento do novo título, frisou a importância do feedback da comunidade para criar FIFA 20. A EA ouviu mais de 3 mil jogadores para melhorar a jogabilidade – especialmente em detalhes como os chutes “roubados” de costas. Então, foi criada a Inteligência de Futebol, uma combinação de características que inovarão o gameplay com bola, sem bola e na bola em si.

Uma das novidades é tornar o 1×1 mais presente em FIFA 20. Porém, com a habilidade do jogador sendo o diferencial. Com a defesa menos automática e a qualidade de cada um, tanto marcando quanto indo pra cima, realmente sendo mais realista. A ideia é valorizar os espaços, deixar os movimentos mais reais e criar jogadas mais trabalhadas.

FIFA 20 Gameplay

Novidades na jogabilidade

Há quatro novas features. Finalizações na cara do gol serão mais clínicas e efetivas, porém os chutes de longe devem ser mais complicados. O Timed Shot vai continuar, porém melhorado. Um Pitch Note será divulgado somente para falar disso.

O sistema de dribles será reinventado, dando maior controle ao jogador. O objetivo é conseguir enganar mais os defensores com sua habilidades.

Para quem marca, para conter esses dribles, há um novo sistema de tackles. Ou seja, a dividida ficará mais real. Se você der o bote certo, vai ficar com a bola. Ao contrário do que acontece atualmente, quando muitas vezes você perde a bola depois de dar uma dividida certinha na defesa.

E fechando, faltas e dribles têm um novo sistema, que permite que o jogador controle totalmente a trajetória da bola. Segundo Rivera, é mais divertido e recompensador.

A redonda

A bola em si também tem um sistema físico diferenciado. A EA mudou totalmente a interação dela com os pés dos jogadores e os giros da bola. A experiência, de acordo com os desenvolvedores, ficará mais realista do que nunca.

Outras novidades foram, seguindo o feedback da comunidade, que a força e a velocidade de um jogador serão mais realistas. Hoje, muitos zagueiros lentos acompanham os atacantes super rápidos. O que irrita os jogadores. Os dribles também precisarão ser mais efetivos, para evitar cinco elásticos um atrás do outro e o abuso do La Croquetta do FIFA 19.