O estúdio dinamarquês, que desenvolve os jogos de Hitman, continuará a alimentar a franquia do assassino 47, mesmo após o fim da parceria com a Square Enix. Isso é o que garante o CEO da IO Interactive, Hakan Abrak, que tranquilizou os fãs da série, que temiam pelo futuro do game.

A notícia veio em forma de uma carta aberta, publicada no portal da própria desenvolvedora, que explicou exatamente o que essa separação significou para o título.

Abrak fez questão de salientar que as negociações com a Square Enix foram muito amigáveis, sendo que esta concordou em liberar os direitos do título para que Hitman continuasse com a mesma equipe de produção.

Basicamente, ficamos com todos os direitos da franquia Hitman. Isso será um marco para IO. Hoje temos total controle do nosso estúdio e sobre a série Hitman – estamos prontos para forjar nosso próprio futuro e isso é animador.

Essa liberdade, comemorada pelo estúdio, pode gerar uma série de oportunidades para empresa e para o futuro do game, inclusive com novas parcerias, como celebra Abrak:

O estúdio começou como um estúdio independente, agora voltamos às nossas raízes e com um time ainda mais capacitado e talentoso.

Por isso a IOI agradeceu a parceria com a Square Enix, que fez com que a empresa crescesse em capacidade técnica. A empresa ainda fará uma divulgação oficial sobre seus próximos projetos, prometendo novidades já para a próxima semana.

Enquanto isso, na Square Enix

Se o clima é de otimismo na IOI, na Square Enix a separação não despertou tantas alegrias, já que a decisão foi tomada, primordialmente, por conta dos números, tendo em vista a baixa relação custo-benefício da parceria.

Segundo a Square Enix houve um prejuízo de mais de 43 milhões de dólares, seja pelos custos da operação ou por itens intangíveis, como as marcas.

Ao que tudo indica, mudanças devem chegar na franquia Hitman. Só resta esperar para saber como a IOI vai prosseguir com as missões do agente 47.