A indústria dos games pode ter problemas com os jogos por assinatura. Pelo menos é o que pensa Mat Piscatella, conhecido analista do Grupo NPD. A popularidade de tais serviços poderiam desvalorizar os conteúdos existentes, ainda mais em países que consomem muitos jogos.

Piscatella usou o Twitter para reagir às declarações de Jim Ryan, CEO da SIE, que concedeu entrevista a Games Industry recentemente. Na ocasião, o chefão da PlayStation disse que o streaming pode ser uma “ótima oportunidade”. Agora, o analista contrapôs o argumento dele, afirmando que os EUA podem sofrer com isso.

O risco das assinaturas está na potencial desvalorização dos conteúdos, um problema que o crescimento da distribuição digital não enfrentou. Se baseia numa expansão significativa do número de jogadores, o que poderá ser um desafio quando metade dos consumidores de videogames nos Estados Unidos jogam exclusivamente títulos gratuitos.

O analista do Grupo NPD também lembrou que nos EUA, 71% da população consome games. Isso significa que os jogos por assinatura podem desvalorizar o mercado norte-americano em relação a mídias físicas e digitais. Por outro lado, países menos desenvolvidos tendem a aceitar melhor a prática de streaming.

Apostar alto nas assinaturas e streaming traz uma enorme oportunidade em termos globais, particularmente em mercados menos desenvolvidos em termos de games. Mas não posso deixar de ver o risco da desvalorização dos conteúdos em mercados gaming mais maduros como os Estados Unidos, onde 71% da população já joga videogames.

Finalizando, Piscatella diz estar satisfeito com o preço do streaming como consumidor. Entretanto, de um ponto de vista analítico, ele crê que será um desafio enfrentar outros mercados.

Enquanto como consumidor estou muito contente com o valor na maioria dos serviços por assinatura no mercado. Uma quantidade incrível de conteúdo disponível por um baixo preço, tanto que é difícil acompanhar todos os novos jogos que ficam disponíveis. Mas é justamente aí que mora o desafio.

E você, caro leitor? Acha que os jogos por assinatura afetarão o mercado de forma negativa? Conte pra gente nos comentários!