Marvel’s Avengers não terá apenas uma história para ser contada. Pelo menos é o que dá para esperar após as palavras de Noah Hughes, diretor criativo da Crystal Dynamics. Em entrevista ao Daily Star, ele deu detalhes importantes do que o jogador fará depois que terminar a linha do tempo principal do jogo.

Uma vez que a campanha tenha terminado, “ameaças ainda maiores” aparecerão, e os jogadores precisarão lidar com elas, segundo Hughes. O diretor ainda fala que conforme os gamers forem progredindo no pós-jogo, tais ameaças serão ainda mais difíceis de lidar, pois a dificuldade seguirá crescendo.

Será uma experiência que continuamente fica mais e mais difícil a cada vez que o jogador progride.

E não é só isso. Com esta dificuldade aumentada, o entrosamento com seus aliados no cooperativo será um instrumento importantíssimo para que os jogadores tenham sucesso em suas missões. Hughes sintetiza: “A coordenação com os outros Vingadores será mais exigente”.

Aumentar o nível de seus heróis será outra tarefa necessária do pós-jogo de Marvel’s Avengers. Segundo Hughes, atividades em estilo de raid serão comuns após a campanha, em que Homem de Ferro e cia. terão de derrubar “vilões muito grandes”, nas palavras dele.

O diretor-criativo ainda contou ao Daily Star que não veremos apenas a cidade de San Francisco no título. O local é onde acontece o A-Day, exibido no trailer da E3. Ele promete que o “todo o mundo da Marvel foi transferido para a experiência”.

Além de tudo, a Crystal Dynamics, irá alimentar a experiência dos fãs com conteúdos novos gratuitos. Até o momento, as únicas microtransações confirmadas são puramente cosméticas.

Marvel’s Avengers será lançado no dia 15 de maio de 2020 para PlayStation 4, Xbox One, PC e Google Stadia. Hughes, nesta mesma entrevista, confirmou que a plataforma da Sony terá algumas regalias a mais, no entanto, sem dar mais detalhes.