A Medalha de Honra pode retornar após um grande hiato nos videogames. Sim, Medal of Honor talvez apareça novamente em breve. A franquia de FPS, ambientada nas guerras clássicas, pertence à Electronic Arts, mas não recebe uma nova entrada desde 2012. De acordo com a Game Informer, no entanto, isso pode mudar em um futuro próximo.

Segundo o artigo, “é o momento ideal para a construção de um novo Medal of Honor pelas mãos da Respawn Entertainment”. Isso porque o estúdio de Apex Legends, Titanfall e Star Wars Jedi: Fallen Order, foi fundado por ex-funcionários da Activision e conta com desenvolvedores dos jogos da série.

Zampella e West saíram da Activision e fundaram a Respawn. Apesar de West não estar mais no estúdio, Zampella e outros ex-desenvolvedores de Medal of Honor estão. Por exemplo, Steve Fukada, assistente da série, foi o designer principal em Titanfall. Com um DNA herdado naturalmente do gênero shooter, a desenvolvedora está em uma ótima posição para ressuscitar a franquia.

O último jogo da franquia foi Medal of Honor: Warfighter. Contudo, as avaliações do título foram medianas, alcançando apenas uma nota 55 no Metacritic. Ou seja, bem abaixo do padrão esperado para a série.

As críticas mais pesadas ressaltaram a baixa qualidade da campanha, o elemento que era o diferencial ao longo de toda a saga. O jogo ainda investiu no multiplayer, mas não foi páreo em competir com os concorrentes Battlefield e Call of Duty.

A sugestão da revista não indica a confirmação da produção de Medal of Honor, mas é uma opinião bastante considerável, levando em conta as fontes e “contatinhos” dentro da mídia. Por enquanto, nem a Respawn ou a EA se pronunciaram sobre a possibilidade.