Cyberpunk 2077 parece ser o tipo de game que os jogadores terão de jogar mais de uma vez. Um dev do título comentou sobre os ‘lifepaths’ em uma sessão de perguntas e respostas no fórum da CD Projekt RED. Esses ‘lifepaths’ nada mais são do que escolhas que os players precisarão fazer para determinar a personalidade do protagonista, V.

Pawel Sasko havia falado um pouco sobre os caminhos a serem escolhidos pelos jogadores durante a E3. Dependendo da preferência, um prólogo diferente será mostrado no game. Na ocasião, ele tentou ser sucinto para não revelar muitos detalhes.

Os jogadores em Cybperunk 2077 podem criar um personagem que tem uma dentre três possíveis histórias, que chamamos de ‘lifepaths’: você pode ser um Nomad, Corpo ou Street Kid.

Cada um dos lifepaths começam em uma localidade diferente e o background da história está fortemente conectado com a história de origem.

Recentemente, a CD Projekt RED abriu uma sessão de perguntas e respostas no fórum oficial do site. Então, coube a outro designer, Philipp Weber falar sobre os tais lifepaths. Eles não terão apenas impacto no prólogo de Cyberpunk 2077. Conforme o game rola, V será influenciado em diferentes missões, dependendo do caminho escolhido.

Como designers de quests, nós estamos acostumados a contar histórias não-lineares, então ter um personagem que nem V, nos deu ainda mais do que já fazemos. Os lifepaths são uma das minhas coisas favoritas, porque nos dá a oportunidade de roleplaying. Um Nomad pode resolver problemas muito melhor que um Corpo, mas coloque-o em uma sala de reuniões, e ele pode não ter os melhores resultados em conduzir uma conversa.

Weber também comentou que com tantos jeitos de se jogar Cyberpunk 2077, os jogadores provavelmente se sentirão tentados começarem novas jogatinas.

Então, quando temos os desafios, nós achamos que os lifepaths podem resolvê-los efetivamente. Isso deve dar motivação para os jogadores jogarem o game várias vezes, porque eles terão uma nova experiência.

Lifepaths não serão os únicos fatores que influenciarão a maneira que cada missão se desenrolará. O game também terá companhias opcionais, ou seja, se você levar alguém para uma quest, esta pessoa pode impactar o resultado final dela.

Essencialmente significa implementar uma boa parte da mesma quest duas vezes, porque é claro que queremos ter uma experiência diferente se existe alguém com você. Eles participarão de diálogos, e a história pode ir em diferentes direções se tem alguém ali ou não. De algum jeito é como se jogasse uma missão totalmente nova.

Cyberpunk 2077 será lançado no dia 16 de abril de 2020 para PS4, Xbox One e PC. Uma versão de Google Stadia também está sendo planejada.