Horizon: Zero Dawn é um dos grandes nomes na biblioteca do PS4. Lançado em fevereiro de 2017, a aventura criada pela Guerrilla Games introduziu uma nova personagem-símbolo para família PlayStation: Aloy. A guerreira conquistou rapidamente seu espaço por ser carismática, sarcástica e valente. Mas não foi tarefa fácil para os designers. Ao longo do processo, a protagonista passou por inúmeras transformações.

Em um painel da Gamelab em Barcelona, reproduzido pela VentureBeat (via PlayStation LifeStyle), o produtor executivo da Guerrilla, Angie Smets, pontuou como foi o processo de desenvolvimento da personagem ao longo dos sete anos de criação. Segundo o produtor, as preocupações estavam centradas na caracterização da Aloy.

Havia alguns problemas com Aloy. Inicialmente, ela era muito mais jovem do que acabou sendo. Ela tinha um pouco de princesa da Disney, qualidade perfeita para ela. Essa é uma das razões pelas quais é ótimo fazer testes com as pessoas, obter um novo olhar. Nós trabalhamos em Aloy por dois anos, em tudo – cabelo, roupa. Eu lembro de assistir a um vídeo de um dos testes. Alguém apontou: ‘Eu acho ótimo. Ela parece uma personagem forte. Mas o quão crível é uma menina tão jovem ser tão perfeita e pegar esses dinossauros robôs?

Foi um bom ponto. Nós a fizemos um pouco mais velha, um pouco mais dura, um pouco mais alta. Nós mudamos a voz dela. Temos Ashly Burch, uma ótima atriz.

'Muitas mudanças', explica produtor sobre a criação de Aloy para Horizon 1
Ao longo do desenvolvimento, Aloy ficou mais madura.

Roteirista de Fallout: New Vegas

John Gonzalez foi adicionado ao time de criação já com o projeto em curso. Isso não o impediu de propor mudanças significativas na ambientação, inclusive em como Aloy lidava com as situações. Gonzalez articulou para que a ruiva de Horizon fosse realmente única na proposta. Ela deveria ser a heroína.

Nos três primeiros anos de desenvolvimento, Aloy contava com um cavalo. Ela não montava nos robôs. Isso foi algo que começamos a achar legal e aproveitamos por muito tempo. Então, John chegou e disse que era preciso deixar Aloy ainda mais especial. Os robôs eram mais perigosos e selvagens. Então, ele propôs que todos os animais fossem removidos do jogo – inclusive os cavalos – e foi assim que o dispositivo Focus surgiu. Aloy seria a única capaz de hackear as máquinas e até montá-las. Isso a tornava especial

Essa foi uma das maiores mudanças em termos de construção de mundo e impactou no gameplay. Nem todos concordaram com isso no início. Porque os animais precisavam ser removidos? Vamos dizer que você é um programador de inteligência artificial e trabalhou nestes cavalos ao longo de vários anos. Você não quer que eles simplesmente desapareçam. Mas este é um ótimo exemplo de uma direção que tomamos.