As polêmicas envolvendo Outlast 2, o mais novo jogo de terror da Red Barrels, não param. Após ter sua classificação negada pelo órgão governamental da Austrália, a desenvolvedora veio a público recentemente explicar o que realmente aconteceu.

Ao que tudo indica, e ainda conforme a própria desenvolvedora explicou ao site de notícias IGN, a inclusão equivocada de um vídeo, proveniente de uma versão alfa do jogo, junto à cópia enviada para avaliação, foi a responsável pelo mal entendido.

Após a resolução da situação, o jogo foi re-analisado e recebeu classificação +18. Assim, poderá ser comercializado livremente (de acordo com a regras) naquele país para a alegria dos jogadores.

Entenda o episódio

Há algumas semanas, o comitê de classificação havia se negado a liberar o jogo em território australiano, sem que fosse feitas as devidas alterações.

As razões para tal atitude foram várias, especialmente a maneira como jogo lidava com a violência sexual presente nele. Contudo, os motivos pelos quais isso aconteceu ainda estavam um tanto obscuros.

A solicitação de classificação original de Outlast 2, enviada ao Comitê de Classificação australiano continha o código final do jogo e um vídeo para referência, retirado de uma versão de desenvolvimento anterior. Este arquivo de vídeo não deveria ter sido enviado juntamente com o código, já que seu conteúdo não representa o a versão final de desenvolvimento do jogo.

Na segunda solicitação, o mesmo código-fonte foi enviado, com um arquivo de vídeo que reflete o conteúdo definitivo do jogo. Dessa forma, ele pôde receber aprovação para ser liberado com classificação +18.

Reclassificação e aprovação

Uma atualização, listando o jogo como +18, foi postada pelo comitê australiano. A seção de sugestões ao consumidor do jogo desta nova lista informa que ele contém “temas de horror altamente impactantes, violência, sangue, escárnio e conteúdo sexual”.

Outlast 2: problemas na Austrália foram um mal entendido, diz Red Barrels 1
Temas religiosos também serão proeminentes no jogo. Fonte: Divulgação

Inicialmente, houve especulações que o jogo havia sido modificado para se enquadrar nos “padrões de moralidade, decência e propriedade aceitáveis para adultos”.  E que, tendo em vista este fato, outra versão, com menos restrições, seria lançada.

Contudo, sobre tais especulações, a Red Barrels declarou que “apenas uma versão do jogo será lançada mundialmente”. Com as informações recentes, clarificando o motivo da recusa inicial na Austrália, acredita-se que não foram feitas alterações substanciais no produto final.

Outlast 2 – Terror na medida certa

Após o sucesso surpreendente do primeiro jogo, era certo que uma segunda versão seria lançada.

Outlast 2 contará a história de Blake Langermann, um jornalista investigativo e camera-man. Ele está atrás do assassino da jovem grávida conhecida apenas como “Maria Ninguém” (Jane Doe, no original).

Junto com sua esposa, Lynn, ele invade uma propriedade na região de Supai, Arizona (EUA). Eles precisarão atravessar uma vila, completamente isolada da sociedade moderna, a qual abriga cultistas que acreditam que o fim do mundo está próximo, enquanto investigam o assassinato.

Outlast 2 tem previsão de lançamento para 25 de abril de 2017. E se ainda não se preparou apropriadamente, caro jogador, pode consultar nosso artigo sobre as cuecas oficiais do jogo.