O assunto do streaming de jogos divide opiniões. O diretor Hideo Kojima e a Electronic Arts partilham de uma visão empolgante para o futuro. Por outro lado, a Square Enix e, agora, Phil Spencer veem como uma funcionalidade que vai demorar a engrenar.

Em entrevista ao CNET, o chefão da divisão Xbox comentou que a popularização do streaming de jogos não será tão rápida como muitos pensam – isso vale, inclusive, para a plataforma Project xCloud. Ele fez um paralelo com a Netflix, como foi longo o processo de adesão ao serviço.

Penso que será um processo de muitos anos para as pessoas optarem por esse modelo. A Netflix tem 20 anos de vida e demoramos duas décadas para chegar até o momento que Game of Thrones e House of Cards se tornariam as duas maiores séries e vistas através do streaming.

O streaming de jogos se tornará mais popular em menos tempo, mas também não será em dois anos. É uma mudança tecnológica e, apesar de parecer ser do noite para o dia, isso não acontecerá rapidamente.

Embora o assunto seja recorrente e, muitas vezes, possa sugerir a substituição dos modelos convencionais, Spencer não acredita nisso. O streaming nos videogames, segundo o executivo, será apenas mais uma opção para os jogadores, sem perder o formato tradicional.

Assim como a Sony vem investindo no PlayStation Now, a Microsoft também aposta em melhores ofertas para o Xbox Game Pass e tecnologias como o Project xCloud. Com a iminente chegada da nova geração de consoles, o streaming tende a ser um modelo ainda mais aderido pela comunidade.