Ainda que a resolução 4K e taxa de 60fps simultâneos tenham sido algo desejável nesta geração de consoles, este nível de poder gráfico não foi necessariamente alcançável de modo geral, mesmo em consoles aprimorados como o Xbox One X e o PS4 Pro.

As expectativas para as novas plataformas da Sony e da Microsoft certamente giram em torno do desempenho gráfico e do alcance de patamares ainda maiores do que a atual geração. No entanto, segundo Stian Willums, diretor criativo independente, o desenvolvedores não estão contando exatamente com 4K e 60fps  simultâneos nos próximos consoles.

Ao conversar com o site GamingBolt, o desenvolvedor afirmou “não ter muitas expectativas” quanto ao poderio gráfico da próxima geração.

Parece a questão visual não está entre as prioridades do que estúdios e empresas querem trazer com novas tecnologias:

“As principais ideias giram em torno de que [os consoles] serão mais poderosos e com gráficos melhores, mas também mais interativos, com mais facilidade para compartilhar o que quer que você esteja jogando com os outros e funcionalidades sociais”.

Quando questionado sobre a possibilidade de os novos PlayStation e Xbox produzirem 4K e 60fps simultaneamente e com estabilidade, Stian Willums afirmou: “Pode ser que sim, todo mundo quer produzir os melhores visuais possíveis, mas as pessoas não devem considerar isto como um padrão garantido”.

As declarações do desenvolvedor são realmente surpreendentes, mas ao que tudo indica, um novo padrão pode ser estabelecido na nova geração. Pouco se sabe sobre o que a Sony deve trazer no próximo PlayStation, mas a Microsoft já deu a entender que está trabalhando em sua próxima geração, com o codinome “Scarlet”.

Segundo rumores, a principal concorrente da Sony deve apostar em uma linha de dispositivos e não em apenas um único console. A empresa estaria investindo em pelo menos dois modelos – um focado em desempenho gráfico e outro em streaming de jogos.

Por falar em streaming, vários nomes da indústria já sinalizaram que esta pode ser a próxima tecnologia a dominar o mercado, talvez já na geração seguinte.