Apesar da premissa interessante com algumas características de Resident Evil Outbreak, do PlayStation 2, Project Resistance não conseguiu agradar a maioria dos fãs. Observando as reações da comunidade, Matt Walker, um dos produtores da Capcom, foi ao Twitter explicar que entende o desejo dos fãs por jogos mais ambiciosos, como um Resident Evil numerado, mas pede que o público seja receptivo a outros projetos da empresa.

Na opinião de Matt Walker, se a Capcom continuar criando apenas os jogos “principais”, é bem provável que os fãs possam perder o interesse pela franquia. Ele também ressalta que Project Resistance é uma excelente experiência de sobrevivência tradicional que mantém o horror como essência.

O produtor reconheceu que falhas neste tipo de IP lançados pela Capcom no passado. Sem citar nenhum título de forma direta, ele comentou que a empresa errou quando decidiu não focar na estilo principal da série e apostar em shooters como Resident Evil: Operation Raccoon City e Umbrella Corps. Matt Walker garante que Project Resistance não vai pelo mesmo caminho.

O produtor ressalta que quem está jogando o novo game da Capcom está aprovando a ideia. Ele pede que os fãs aguardem a oportunidade de experimentar o beta fechado para entender melhor como tudo funciona.

Campanha offline em Project Resistance

Além do modo multiplayer assimétrico, Project Resistance ainda terá uma campanha offline. A Capcom ainda não deu mais informações, deixando a dúvida no ar: do que se trata este modo offline? Será a mesma premissa do online, só que com 4 NPCs jogando? Ou seria uma coisa mais ousada?

Os jogadores podem tirar suas próprias conclusões sobre o multiplayer jogando um beta fechado que estará disponível do dia 4 a 7 de outubro. Vale lembrar que nem todos vão conseguir esta façanha, e nós aqui do Meu PS4 fizemos um tutorial para você, leitor, que queira jogar Project REsistance.

O game ainda segue sem data de lançamento, mas será lançado para PlayStation 4, Xbox One e PC.