A retrocompatibilidade figura em muitas listas de desejos dos fãs de PlayStation. Ausente no PlayStation 4 e ostentada com muito orgulho pela concorrência, a funcionalidade pode ser um dos trunfos de um eventual PlayStation 5.

Uma nova patente da Sony pode indicar que o próximo videogame da companhia japonesa seja, de alguma forma, compatível com jogos anteriormente lançados. O registro da tecnologia já havia sido feito, como já explicamos aqui – ocupando um espaço vazio (sem muita descrição) – mas só agora (em 02/10) recebeu uma atualização mais contundente. A mudança no status foi observada pelo site Gear Nuke.

A descrição cita algumas vezes a palavra “legado” e conta com a intitulação “remasterização por emulação”.

Cada recurso, como uma textura, por exemplo, tem um identificador único. O identificador pode ser renderizado adicionando-se um marcador no ponto em questão, e então armazenando-o em uma estrutura de dados. O que um artista faz é remasterizar esses recursos usando um software e deixando-os com uma maior resolução. Então, um software faz a identificação dessa textura no lugar exato da anterior. Assim é inserida a imagem remasterizada na apresentação do jogo.

Embora não cite claramente o nome de “retrocompatibilidade”, a descrição converge para o que parece ser algum tipo reprodução de um jogo já lançado por meio de uma nova tecnologia. Além disso, possíveis melhorias de resolução podem ser aplicáveis. Em outras palavras: rodar um jogo de PS4 no PS5 com melhorias gráficas. Similar ao que já acontece com alguns jogos de Xbox 360 no Xbox One.

Obviamente, tudo é ainda apenas uma especulação, o novo console nem foi anunciado, e a chegada dele deve acontecer somente lá para 2020/2021. De qualquer forma, é interessante ver movimentos que possam indicar essa possibilidade. Já pensou se você pudesse jogar games que “deixou passar”, não terminou ou simplesmente amava do PS3 no PS4?