A retrocompatibilidade era um dos maiores desejos da comunidade para o PlayStation 5, e ao que tudo indica, a Sony irá atendê-lo. Porém, pode fazer ainda melhor do que isso. Nos rumores mais recentes sobre o assunto, circula a possibilidade de que o PS5 não tenha só capacidade de rodar jogos do PS4, como de todos os PlayStation.

Mas, novamente, tudo não passa de especulação por enquanto. Há até alguns relatos meio divergentes sobre a história – como o fato de, talvez, o novo console não poder ser compatível com todos os jogos do seu antecessor. Por outro lado, a frase de um insider – Patrick Kleper – de que ele é “sobre o presente e o passado”.

Agora, circula um novo tweet, mas de uma conta bem pequena e sem credibilidade, que garante “saber do que está falando”, avisa: “me cobrem em novembro”. De acordo com esse perfil misterioso, o PS5 terá, sim, retrocompatibilidade com games de todo console produzido pela Sony até hoje.

O post foi feito há alguns dias, mas só virou assunto agora. Ele diz: “Não se desfaça, venda ou troque seus jogos de PlayStation, PlayStation 2, PlayStation 3 ou PlayStation 4”.

De qualquer forma, não é só esse conteúdo que fala sobre a ‘retrocompatibilidade geral’ no novo PlayStation. Segundo informações do site Screen Rent, um porta-voz da Sony admitiu que os esforços do time que está trabalhando na empresa são para viabilizar isso. O CCN é outro site que abordou o tema nos últimos dias.

O que é fato sobre o PS5

No entanto, o que é fato sobre o PS5 é somente isso aqui. Confirmado recentemente pela Sony, ele terá suporte ao Ray Tracing, tempo de loading mais curto e maior eficiência nos processamentos, mídias físicas de 100 GB e armazenamento “personalizável”, evolução na sensação dos controles e a interface do usuário como uma “rede social”.

Por enquanto, preço e data exata de lançamento do console ainda não foram anunciados. Sabemos apenas que ele chegará no fim de 2020.