Red Dead Redemption 2 não quer “só” ser o jogo do ano. A Rockstar Games acredita que ele tem potencial para ser um marco na indústria. Em entrevista ao The Hollywood Reporter, dois diretores da empresa revelaram que o jogo tem um diferencial enorme: o seu mundo será “mais vivo do que nunca”.

Aaron Garbut, diretor de arte na Rockstar North, destacou:

“É a sensação de vida que o jogo tem que mais o diferencia. Quando entrar pela primeira vez numa cidade, você vai ver os habitantes realizando seus afazeres, construindo casas, vendendo jornais, descansando, e vai notar que nunca viu detalhes como estes num jogo em mundo aberto”.

Josh Bass, diretor de arte na Rockstar San Diego, foi além:

“Estamos tentando criar um mundo onde tudo é mais coeso, para que as ações do jogador e a forma como o mundo reage a elas tenham uma sensação de maior consistência, independentemente do que fizer ou onde fizer. É um mund persistente e vivo, mas também é mais deliberado e íntimo, de formas que fazem sentido para um mundo onde se anda muito a cavalo ou a pé”.

Ele ainda deu alguns exemplos bacanas das muitas ações que estarão no jogo:

“Você poderá conversar com um barman, argumentar com um agente da lei local, assaltar um comboio ou simplesmente vasculhar as gavetas de uma velha casa para encontrar dinheiro ou alguma comida para ajudar o grupo a sobreviver – além de transitar ininterruptamente entre estas coisas de formas que são divertidas e enquadradas com Arthur enquanto personagem”.

Com data de lançamento prevista para 26 de outubro desse ano, Red Dead 2 é um dos games mais aguardados do ano, já está em pré-venda e promete ser mais uma obra-prima da Rockstar Games. Está ansioso?