Resident Evil 7: biohazard foi lançado e dividiu opiniões dentro da própria comunidade, no qual muitos afirmam que o novo título abandonou os pilares que tornaram o jogo um sucesso, enquanto que outros louvam a reformulação de jogabilidade realizada pela Capcom.

Decidimos participar de um debate entre os participantes do Meu PS4 em conjunto com o Revil, o maior site da América Latina especializado em Resident Evil. A LiveCast você pode conferir a seguir:

Apesar das acaloradas discussões sobre o tema, é inegável dois fatos: o título trouxe uma proposta de survival horror muito bem estruturada e desenvolvida e, consequentemente, o sucesso de vendas.

Isso é comprovado pelo levantamento realizado dos jogos mais vendidos do Reino Unido entre os dias 21 a 28 de janeiro. Nesta semana do lançamento do game, os bons números alcançaram a incrível marca: RE7 é o terceiro maior lançamento da franquia.

A posição de número 1 pertence ao Resident Evil 5, lançado em 2009. Este fato é, principalmente, devido ao sucesso entre os jogadores de RE4 e, portanto, gerou altas expectativas para a sequência do game.

Resident Evil 7 desbancou títulos de peso, como GTAV, e lançamentos da semana, como Yakuza 0 e Tales of Berseria. Você pode conferir a lista completa das maiores vendas de jogos do Reino Unido aqui.

Um verdadeiro survival horror

Deixando a parte se é, ou não é, um Resident Evil digno da série, o novo título da franquia trouxe elementos interessantes e muito bem vistos pela crítica em geral.

Os ambientes gore, a tensão criada pela perseguição constante, os sustos e os inimigos criam uma atmosfera única, capaz de causar temor a qualquer jogador.

Na análise feita pelo Meu PS4, o jogo foi caracterizado da seguinte maneira: “A trama é envolvente, a jogabilidade em primeira pessoa funciona bem e a imersão proporcionada garante horas de diversão, tensão e, é claro, muitos sustos.

A análise completa, você confere em: