É inegável a capacidade da Rockstar Games em entregar jogos de altíssimo nível. O estúdio é um dos mais respeitados pelos jogadores justamente por oferecer títulos longevos, com histórias ricas e componentes multiplayer altamente expansivos. Grand Theft Auto V e Red Dead Redemption 2 são provas disso.

Mas há algo em que a famosa equipe não é nota 10: os tempos de produção dos jogos estão muito grandes. Entre 2013 e 2019 a Rockstar Games lançou apenas dois grandes produtos. Claro, as vendas foram bem significativas, mas o patrão não parece tão satisfeito assim.

De acordo com o youtuber SWEGTA, um membro muito confiável da comunidade Rockstar, a Take-Two, dona da Rockstar Games, vem pressionando o estúdio a oferecer um cronograma de lançamento mais frequente.

A ideia da matriz é que os desenvolvedores não gastem oito anos desenvolvendo um jogo tão grande como GTA, mas que aproveite outras propriedades menores como Max Payne, Bully e até mesmo o polêmico Manhunt e continue oferecendo conteúdos adicionais ao longo do tempo.

Strauss Zelnick, diretor executivo da Take-Two, em entrevista em 2019 disse:

Acho que oito anos, provavelmente, são longos demais. É possível que a capacidade de fornecer conteúdo de forma contínua por um longo período após o lançamento inicial de um hit signifique que talvez esse lançamento inicial não fosse tão longo em termos de número de horas de jogo, como anteriormente exigido em um mundo onde isso era tudo o que você estava recebendo.

Talvez na next-gen possamos ver mais lançamentos da Rockstar Games. Quem sabe um novo GTA, Bully e o esquecido Agent? Sonhar ainda não paga imposto, não é mesmo?