Supostamente, vazou na Internet o processador que a Sony vai usar no PlayStation 5. É um AMD customizado, identificado apenas com um código de referência, o 2G16002CE8JA2_32/10/10_13E9. Parece apenas um monte de números e letras misturadas, mas só por essa sequência, dá para se ter uma ideia do que está por vir, como revelado pelo site PC Games N.

As principais especificações decifradas são de que ele tem um CPU com oito núcleos físicos, com velocidade de 3.2 GHz para o chip e PCI-ID que indica uma GPU Navi 10Lite. Além disso, aparentemente, ele vai usar a arquitetura Zen da AMD, provavelmente Zen+, já que o mais novo da linha, Zen 2, ainda não está disponível nem em PCs de última geração.

Mas vamos ao que interessa: o que tudo isso significa? Que o PlayStation 5, caso os rumores se confirmem, será bem mais poderoso do que seu antecessor, o PS4 Pro. Supondo que ele use um núcleo Zen+, poderia haver 16 threads de poder de processamento dentro do console. E com seus 3.2GHz de boost clock, ele teria mais de 1GHz a mais do que os 2.13GHz do Pro.

Sobre a GPU, a especulação é de que ela teria 1GHz, baseando-se no número 10 à frente do ID 13E9, que é referente à placa. Comparando isso aos 911MHz do PS4 Pro, é mais um avanço significativo do PS5, que teria um processamento gráfico mais rápido em termos de frequência – mas com uma estrutura bem menor e mais econômica.

Novamente, é bom lembrar que isso é apenas um rumor. Ainda não há qualquer confirmação oficial de um PlayStation 5, muito menos das suas especificações técnicas.