Ênfase na narrativa, história com drama e voz do personagem: você não acreditaria que estamos falando de um jogo da From Software somente por essas características, mas é exatamente isso o que Sekiro Shadows Die Twice promete ser. Ou seja, se você ainda esperava algo semelhante aos clássicos Dark Souls e Bloodborne, pode esquecer.

Isso já vinha sendo falado há algum tempo – até em termos de gameplay – mas agora fica ainda mais claro. Em entrevista ao Game Informer, Yasuhiro Kitao, gerente de comunicação e marketing da From Software, falou sobre o assunto. Em Sekiro, você controlará The Wolf, que é o guardião de Young Lord. Em um ataque sofrido por eles, “o Lobo” perde um dos braços e vê seu protegido ser sequestrado.

Com uma prótese no braço, o personagem acorda e vai atrás do “chefinho”. Para isso, precisa investigar, falar com pessoas. Ele tem a sua própria personalidade, sentimentos e ética. E você vai navegar por isso durante as missões. Tanto nos tempos “atuais” como também usando flashbacks. Mas, claro, tudo estará dividido em pedaços, e você precisará de pistas para revelar essa história inteira.

“Estamos tentando contar um pouco mais de drama, se você quiser dizer assim, sobre os personagens”, disse Kitao.

Mas, além disso, em Sekiro Shadows Die Twice há várias outras mudanças em relação aos jogos “Soulsborne”: não tem multiplayer, tem pause, conta com área de hub e novas mecânicas para batalhas com bosses. Com data de lançamento marcada para 22 de março, o game é um dos que os jogadores mais aguardam em 2019, e chegará ao PlayStation 4, ao PC e ao Xbox One.