Uma apresentação da Sony, que está disponível online, revelou mais um pouco do que o seu “console da nova geração”, que todos já chamam de PlayStation 5, trará para o mercado. E, dentre as novidades, está a grande possibilidade de ele não ter o lançamento global, mas sim por país, como aconteceu com o PS4.

No arquivo, a empresa confirma que o aparelho terá CPU e GPU totalmente novas, o armazenamento em SSD, retrocompatibilidade, Ray Tracing, 8K, entrada de disco e áudio 3D. Por outro lado, lembra que ainda não foram divulgados alguns detalhes importantes: data, preço, jogos, UX ou planos de lançamento por país.

Sony confirma novidades do PS5 e prevê "lançamento por país" 1

No slide seguinte, é interessante ver o quanto o PlayStation 4 ainda será valorizado pela empresa mesmo após o PS5. Segundo a Sony, o console ainda será o “motor” de engajamento e lucro da companhia “pelos próximos três anos”, além de ter uma participação fundamental na transição dos “early adopters” para o PS5.

O que chama mais a atenção nisso tudo é o fato de ser citado o período de “três anos”. É a chamada transição entre gerações, que passa pela expectativa pelo novo console, o momento do lançamento (quando nem todos já podem/querem comprar) e o primeiro ano depois dele.

Se levarmos em conta essa “previsão”, é provável que o PS5 saia mesmo no ano que vem. Muitos rumores já apontam um lançamento do aparelho no fim de 2020, algo que faria total sentido com tudo o que vem sendo falado sobre ele até agora.